Artigos

Eclipse parcial da Lua em 19 de novembro será visível em todo o Brasil

Publicados

em

image_pdfimage_print

Na madrugada de 19 de novembro, ocorrerá um eclipse parcial da Lua que poderá ser observado em todo o país, naturalmente, se as condições meteorológicas permitirem. A Lua, na fase Cheia, irá se pôr parcialmente eclipsada em todo o Brasil. O eclipse parcial iniciará no lado superior direito da Lua. O horário do término do eclipse dependerá do ocaso da Lua no local, ou seja, do horário em que a Lua se põe no horizonte.

Um eclipse lunar parcial acontece o Sol, a Terra e a Lua estão alinhados, ou quase alinhados, e a Terra bloqueia parcialmente a luz do Sol, que ilumina o nosso satélite natural. Um eclipse lunar é um espetáculo bonito no céu e não causa danos à visão.

A parte visível do eclipse lunar, quando a Lua parece “mordida” e começa o eclipse parcial, acontecerá às 4h18, horário de Brasília (UTC-3), com mais ou menos um minuto de margem de erro. É importante ressaltar que esse horário representa o momento em que a Lua toca a umbra (a parte mais escura da sombra que a Terra produz no espaço). Esse é o horário fornecido, por definição, na astronomia.

Para que o observador consiga detectar o escurecimento leva mais um curto intervalo de tempo. Antes, haverá um eclipse penumbral, que ocorre quando a Lua apenas diminui o seu brilho e não é detectável, mas, para quem se interessar, o eclipse penumbral iniciará às 3h02 no horário de Brasília. A visão de um eclipse, tanto da Lua quanto do Sol, depende da localização geográfica do observador.

Os observadores situados mais a oeste no Brasil estarão mais privilegiados neste eclipse lunar e poderão visualizar 97% do diâmetro da Lua escurecido. Para os que seguem o fuso horário UTC-3, como Brasília e Recife, por exemplo, a porção da Lua eclipsada dependerá da sua localização. Em Recife, o escurecimento do diâmetro lunar só atingirá cerca de 38% às 4h47, já com difícil visualização; o ocaso da Lua em Recife ocorrerá às 4h51. Em Brasília, esse escurecimento será de, aproximadamente, 79% às 5h24, quando a Lua já será visualizada com dificuldade por estar muito baixa no céu.

O ocaso da Lua em Brasília acontecerá às 5h33. A região do Vale do Araguaia, em Mato Grosso, embora esteja na região do fuso do estado, segue o horário de Brasília. Então, para 25 municípios do nordeste de Mato Grosso, o eclipse parcial começará às 4h18. Em Água Boa, na prática o escurecimento da Lua atingirá cerca de 94% do seu diâmetro, antes que a Lua esteja tão baixa que não possa ser observada.

Para os observadores que seguem o fuso horário UTC-4, o eclipse parcial começará às 3h18. Para a grande maioria desses observadores a superfície da Lua ficará com 97% do diâmetro lunar escurecido. Nesse fuso horário incluem, entre outros, os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Amazonas. Mas, uma região do oeste do Amazonas e que inclui municípios como Tabatinga, Benjamin Constant e Eirunepé, entre outros, segue o fuso horário do Acre.

Em Cuiabá (MT) a visão de 97% do escurecimento do diâmetro lunar será difícil, mas não impossível, porque a Lua já estará muito baixa no céu. Apenas alguns privilegiados que estiverem em locais altos e com uma boa visão do horizonte poderão assistir ao escurecimento máximo desse eclipse lunar parcial. Mesmo assim, a Lua ficará bastante encoberta pela parte escura da sombra da Terra, num espetáculo que merece ser observado. Mais uma vez, Aripuanã e redondezas estarão privilegiadas neste eclipse lunar, já que, além de poderem visualizar 97% do escurecimento do diâmetro lunar, ainda poderão observar o começo da diminuição do escurecimento da Lua. Cidades do nortão de Mato Grosso, tais como Alta Floresta, Guarantã do Norte e Lucas do Rio Verde, entre outras, poderão observar 97% do escurecimento do diâmetro da Lua.

Em Campo Grande (MS), em termos práticos, a visualização do fenômeno não deve passar de 94%, mas, mesmo assim, o fenômeno proporcionará um bonito espetáculo no céu.

Em Manaus (AM) e Porto Velho (RO) será possível visualizar o escurecimento de 97% do diâmetro lunar com facilidade, e os moradores dessas cidades ainda poderão ver o eclipse parcial diminuir – mas não totalmente – até que a Lua se ponha no horizonte.

Mais uma vez, o melhor local para a observação do fenômeno será no Acre (UTC -5), onde o eclipse lunar parcial começará às 2h18. Moradores do Acre e do oeste do Amazonas poderão observar o máximo do eclipse parcial, quando a Lua estará com 97% do seu diâmetro escurecido, e a posterior diminuição desse escurecimento, mas não completamente. Mesmo em Rio Branco a Lua irá se pôr parcialmente eclipsada.

Em 2022 seremos presenteados com um eclipse total da Lua que começará na noite de 15 de maio e terminará na madrugada de 16 de maio. Num eclipse total acontecem dois eclipses parciais, um, antes, e, o outro, logo após a totalidade, que acontece quando a Lua fica totalmente encoberta pela parte mais escura da sombra da Terra. Essa será outra grande oportunidade para assistir a um belo espetáculo no céu.

PS: com dados do TimeandDate.com

Por Telma Cenira Couto da Silva (doutora em Astronomia)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos

Aos nubentes

Publicados

em

image_pdfimage_print

O enlace matrimonial é um momento de importância singular na vida das pessoas, principalmente aos nubentes, que estarão se casando; desta forma, constituirão uma nova família, fruto de um vínculo estabelecido entre duas pessoas pautadas no amor, um dos sentimentos mais profundos dos seres humanos.

Nesta oportunidade, quero parabenizar uma pessoa que amo muito e que estará se casando, no dia 27/11 em São Paulo.

Reporto-me, a minha sobrinha e afilhada Camila Malheiros de Macedo Soares, que estará contraindo matrimonio com o jovem Eduardo Cardoso da Silva, ser humano excepcional, uma pessoa alegre, extrovertida, detentor de caráter ilibado, uma pessoa especial.

Essa alegria é extensiva aos pais da noiva; minha irmã a quem amo muito, Maria Auxiliadora Malheiros (Dora) e o seu marido José Eduardo de Macedo Soares.

Além dos pais do noivo; Luiz Fernando Cardoso da Silva e sua mãe Conceição Aparecida Mirandola da Silva, embora não os conheçam pessoalmente, trata-se, de pessoas maravilhosas, honestas, idôneas; seu filho traz arraigado em si o DNA dos pais.

A chamada em questão remete-nos a um passado não muito distante, quando a minha mãe Ana Maria Pereira Leite Malheiros (in memoriam); a mesma, adorava subscritar no envio de presentes por ocasião de casamentos, nos cartões  os seguintes dizeres  ‘Aos Nubentes’, ela tinha uma caligrafia linda, diferente da minha que é um garrancho.

Infelizmente, nesta data tão importante o casamento da Camilinha, como carinhosamente a chamava, a minha mãe querida não irá estar. Por certo seria uma das datas mais importante da sua vida, este feito memorável o enlace matrimonial da Camilinha.

A minha memória não é das melhores, porém quando ainda morávamos na Av. Mário Corrêa nº 77 porto, e a minha irmã Dora a levava para passear em nossa casa   minha mãe derretia de alegria, não sábia o que fazer para agradá-la, tamanha satisfação em vê-la.

Quando criança e adolescente, era bem magrinha loirinha, de um sorriso largo, de voz meiga e doce, sempre feliz, e dava total atenção aos avós, os ouvindo e patinhado das conversas da época, o que a tornava um ser especial.

A mesma, com muito empenho e dedicação, conseguiu galgar vários degraus na iniciativa privada, fruto de muito trabalho e dedicação; chegando à condição de Sócia Diretora na Biomarketing, consultoria e agência de publicidade focada no agronegócio, que sem sombras de dúvidas representa atualmente o setor mais importante da economia nacional, com cerca de um terço do PIB brasileiro.

Realmente, a Camila muito nos orgulha, a mesma hoje cursa Mestrado Profissional em Comportamento do Consumidor, linha de pesquisa inteligência de Mercado, na (ESPM) Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo, a mesma profere palestras e apresentações televisivas, tendo como carro chefe o agronegócio.

 

Parabéns Eduardo e Camila, que Deus os abençoem nesta data tão importante

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo

 

 

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA