Artigos

Esperança renovada: campanha de vacinação completa um mês em Cuiabá

Publicados

em

Hoje faz um mês que começamos a campanha Vacina Cuiabá e só tenho a agradecer à equipe da Secretaria Municipal de Saúde, que não tem medido esforços para que a vacinação seja um sucesso! O comprometimento e o empenho de cada servidor da SMS envolvido na campanha é admirável e me dá mais energia para estar à frente desta pasta tão complexa, que é a Saúde Municipal.

Quem esteve no Centro de Eventos para se vacinar e viu a estrutura montada para a campanha não tem ideia da dificuldade que foi para chegarmos até aquele resultado. Entre o anúncio do Governo Federal de que a vacinação começaria no dia 20 de janeiro até a data propriamente dita, tivemos menos de uma semana para decidirmos tudo e colocarmos em prática. Desde a escolha de um lugar para centralizarmos a vacinação até a elaboração do site onde é feito o agendamento com geração de QR Code, tudo foi feito dentro deste prazo.

Elaborar e colocar em prática uma campanha de vacinação deste porte, sem ter dados antecipados como número de doses a serem recebidas e sem saber quando vamos recebê-las tem sido um grande desafio tanto para mim, como gestora da pasta da Saúde Municipal quanto para minha equipe, que tem se desdobrado entre o trabalho na Secretaria e o trabalho na campanha. Cuiabá é uma das poucas cidades no Brasil que estão seguindo à risca o Plano Nacional de Imunização, o que tem gerado elogios por parte de representantes de órgãos de controle.

Leia Também:  Com ou sem pandemia

Neste momento foi necessário fechar o nosso polo de vacinação pois recebemos poucas doses e as que ainda temos no estoque estão sendo utilizadas para a vacinação dos idosos acamados e para a segunda dose dos idosos institucionalizados. Mas peço a todos que fiquem tranquilos, pois o Governo Federal já sinalizou o envio de novas doses e em breve poderemos reabrir a campanha no Centro de Eventos.

Assim que retomarmos a vacinação no polo central, continuaremos seguindo o Plano Nacional de Imunização. É importante ressaltar que os grupos prioritários são definidos pelo Ministério da Saúde, não pela Prefeitura. Da nossa parte seguiremos com o compromisso de oferecer uma campanha de vacinação organizada, sem aglomerações, seguindo as medidas sanitárias e com toda a segurança que este momento de pandemia requer. Se Deus permitir em breve teremos uma grande parte da população imunizada, e poderemos voltar a viver sem medo desta doença tão terrível, que já ceifou milhares de vidas.

 

Ozenira Félix é secretária interina de Saúde de Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Artigos

LAPADA 2: Diretoria diz que não compactua com declaração de delegado e “passa a mão” na cabeça do MP e Judiciário

Publicados

em

As declarações do delegado da Polícia Civil em Mato Grosso, Flávio Stringueta feitas em um artigo nesta última semana, deixou o MP/MT e o Judiciário de “saia justa”. E neste último domingo, a Diretoria Geral da polícia civil se pronunciou contra o artigo por meio de nota, que não compactua com as declarações.

Após as declarações, o promotor de Justiça Reinaldo Rodrigues de Oliveira Filho, da 19ª Promotoria de Tutela Coletiva e Segurança Pública, ingressou com pedido na Justiça para o retorno ao MP de 3 inquéritos da “grampolândia pantaneira” sob a responsabilidade da delegada Ana Cristina Feldner que, segundo ele, estão há dois anos com a delegada sem nenhuma investigação.

Além disso, a CPI das Cartas de Crédito da Assembleia Legislativa apontaram que, pelo menos, R$ 73 milhões saíram do cofres públicos para quitar, como o nome diz, créditos a membros do MP, alguns de forma irregular.

Flavio, além de delegado, atua na Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). E expressou sua opinião em relação às instituições.

Leia Também:  Descanso da loucura

Nota da Polícia Civil:

“A Diretoria Geral da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso esclarece que não compactua com as declarações emitidas pelo delegado Flávio Henrique Stringueta em artigo divulgado na imprensa, onde tece comentários e críticas ao Ministério Público Estadual e ao Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso.

A Polícia Civil esclarece que o artigo e as matérias consequentemente repercutidas sobre a publicação refletem exclusivamente a manifestação pessoal do delegado e tais opiniões não expressam correlação com as ideias e valores da direção da Polícia Civil em relação ao Ministério Público Estadual e ao Judiciário mato-grossense.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA