.
.

Artigos

“Lua de sangue “, ou eclipse total da Lua, será visível em Mato Grosso

Publicados

em

image_pdfimage_print

Um eclipse total da Lua poderá ser observado em todo o Brasil, caso as condições climáticas permitam. O fenômeno começará na noite de 15 de maio e terminará na madrugada de 16 de maio.  Um eclipse da Lua proporciona um belo espetáculo no céu, é visível a olho nu e não causa qualquer dano à saúde.

Um eclipse lunar total ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua ficam alinhados – ou quase alinhados – e a sombra que a Terra projeta no espaço encobre totalmente a Lua, na fase cheia. Quando este eclipse ocorrer a Lua estará se movimentando à frente da constelação de Libra, ou Balança.

Esse fenômeno passa por cinco fases distintas: começa com um eclipse penumbral – que não é detectado pelo público em geral; em sequência, ocorre um eclipse parcial – quando a Lua parece estar “mordida”; depois, a totalidade, quando a Lua fica totalmente encoberta pela sombra da Terra e, muitas vezes – mas não sempre – adquire uma coloração avermelhada. Após a totalidade, acontece um novo eclipse parcial e, posteriormente, um novo eclipse penumbral.

Um eclipse total da Lua, incluindo a fase penumbral, dura algumas horas. Este, em particular, terá duração de 5 horas, 18 minutos e 44 segundos, incluindo todas as suas fases. A fase da totalidade, quando a Lua ficará completamente dentro da região mais escura da sombra que a Terra produz no espaço, a umbra, durará 1 (uma) hora, 24 minutos e 52 segundos.

Em Mato Grosso, o primeiro eclipse penumbral começará, aproximadamente, às 21h32. Na região do Araguaia, que segue o horário de Brasília, o eclipse penumbral iniciará às 22h32. Porém, na fase penumbral, o público não observará nenhuma mudança na Lua, já que ela apenas diminuirá o seu brilho.

Às 22h27 (23h27 para o Araguaia, Brasília e, demais localidades que seguem o fuso horário da capital do Brasil) iniciará o primeiro eclipse lunar parcial, que é detectado pelo público. Nessa fase a Lua parecerá estar sem um pedaço.

Leia Também:  Idade: suas consequências

Às 23h29 (00h29 do dia 16 no Araguaia e Brasília) começará a totalidade, quando realmente acontecerá o eclipse total da Lua, que atingirá o seu máximo à 00h11 do dia 16 (01h11 no horário de Brasília), aproximadamente.  O eclipse lunar total terminará cerca de 00h53 (01h53 no Araguaia).

Em seguida começará um novo eclipse lunar parcial que terá o seu término em torno de 1h55 (2h55 para o Araguaia). Nesse horário, terminará a fase visível do eclipse da Lua.

Logo após, acontecerá um novo eclipse penumbral, que não é detectado a olho nu, e que terminará às 2h50, aproximadamente, ou 3h50 para os que seguem o horário de Brasília. As variações nos horários citados são de, mais ou menos, 1 minuto.

Em 8 de novembro deste ano haverá um outro eclipse total da Lua visível em nosso planeta. Porém, a observação dos fenômenos astronômicos depende da localização do observador. Para todos os brasileiros só será possível a visão do primeiro eclipse penumbral.  Mas, como já citado, um eclipse penumbral não é detectado pelo público em geral. Nessa data apenas os moradores do Acre e da região oeste do Amazonas conseguirão observar, com facilidade, um eclipse parcial da Lua. Em Rio Branco (AC) a Lua irá se por parcialmente eclipsada, já em Cruzeiro do Sul (AC) será possível assistir ao começo do eclipse lunar total, porém, quando a totalidade começar a Lua estará muito baixa no céu o que dificultará  a observação desse fenômeno astronômico.

Sobre a “Lua de Sangue”

A expressão “Lua de Sangue” não é usada em Astronomia para designar um eclipse lunar total. Essa expressão foi introduzida pelos pastores John Hagee e Mark Biltz e amplamente difundida na mídia. Eles atribuíram um significado espiritual aos eclipses totais da Lua na tetrada lunar que ocorreu em 2014-2015.  Uma tetrada indica um conjunto de 4 eclipses lunares totais ocorrendo a cada 6 meses num intervalo de 2 anos. Isso não é comum.  Após 2014-2015 a próxima tetrada só acontecerá em 2032-2033 (abril e outubro de 2032 e abril e outubro de 2033).

Leia Também:  O Saber e o Sabor do Direito

Hagee e Biltz sugeriram que algo dramático aconteceria no Oriente Médio, envolvendo Israel, que mudaria o curso da história no Oriente Médio e traria um impacto em todo o mundo – se referindo a um possível evento em que correria “sangue”, no sentido literal da palavra. A previsão, obviamente, não se concretizou.

Ademais, a Lua não fica necessariamente avermelhada num eclipse lunar total, embora essa tonalidade seja a mais comum. A escala Danjon é uma escala, de cinco níveis, utilizada para classificar o brilho e a aparência da Lua num eclipse lunar total, quando a totalidade atinge o seu máximo.  De acordo com o astrônomo André-Louis Danjon, durante o máximo a Lua pode ficar muito escura, quase invisível; ou, adquirir uma tonalidade cinza ou marrom; ou, ficar com uma cor de ferrugem, vermelho amarronzada; ou, mais avermelhada, com uma cor de tijolo vermelho; ou, ainda, com uma cor alaranjada.

A cor da Lua durante um eclipse lunar total depende do espalhamento e da refração das partículas presentes na atmosfera da Terra no transcurso do fenômeno.

O importante é ressaltar que, num eclipse lunar total a Lua não fica necessariamente da cor avermelhada forte para justificar, antes que o fenômeno aconteça, o nome “Lua de Sangue”. Porém, o público em geral costuma se interessar mais pelo assunto quando o título da matéria cita “Lua de Sangue” ao invés de eclipse total da Lua.

 

Telma Cenira Couto da Silva (doutora em Astronomia pelo IAG – USP e professora aposentada da UFMT)

 

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos

Idade: suas consequências

Publicados

em

image_pdfimage_print

Atualmente, os idosos estão sentindo sem temor para buscar seus direitos previstos na Constituição Federal de 1988, que nos assegurou direitos através do Estatuto do Idoso, Lei número 10.741 de 1 de outubro de 2003.

É evidente que todas as pessoas e instituições devem dar cada vez mais prioridades e assistências aos idosos.

Em 12 de julho de 2017, houve alteração do Artigo 3º,15º e 71º, disposto na Lei 13.466, estabeleceu que após 80 anos os Idosos devem receber e ter assegurado tratamento diferenciado em todos os espaços da sociedade: “Prioridade da Prioridade”.

Independente da história de vida da pessoa idosa, cor da pele, gênero ou localidade de sua procedência, todos os idosos precisam estar amparados pelo Artigo 5º da Constituição Federal de 1988 que reza: “Todos são iguais perante a lei sem distinção de qualquer natureza…”. Isso torna mais confortável porquê encontramos respaldo, tanto na Lei quanto nas Instituições, principalmente na Delegacia da pessoa idosa com profissionais treinados.

Leia Também:  Dinâmica eleitoral

A imprensa tem executado trabalhos relevantes para melhoria da qualidade de vida dos idosos, divulgando a Delegacia do idoso e Ministério Público para que seja penalizado toda e qualquer prática de violência contra o cidadão idoso.

O Delegado titular da Delegacia Especializada de Delitos Contra a Pessoa Idosa, (DEDCPI), Vitor Chab, é transparente e profissional quando afirma “As demandas voltadas para as vítimas idosas vem aumentando cada dia mais…” (01/05.2022 para Midianews). Os servidores da Delegacia do idoso trabalham incansavelmente para melhoria de vida de todos os cidadoes idosos.

Nós, enquanto sociedade, confirmamos que, o isolamento social com ocorrência da Covid-19 o índice de violência cresceu, evidenciando que gerou mais buscas dos idosos por direitos adquiridos.

Segundo Vitor Chab, pontuou: “Nós temos um judiciário forte, uma polícia forte, um Ministério Público ,uma defensoria pública e tendo um juiz que tenha a expertise para tratar a pessoa idosa, quem ganhará é a sociedade” (01/05.2022 para Midianews).

É importante, porque é:  punindo os agressores, que sentimos mais segurança. A justiça demonstra para que todos tenham ações em prol de uma sociedade mais igualitária.

Leia Também:  O Saber e o Sabor do Direito

Sejamos céleres para denunciar abusos contra os idosos.

Violência jamais!

GRACI OURIVES DE MIRANDA, professora/escritora.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA