ATÉ ZUNIL

Ex‐delegado Regional de MT e pai de ex‐vereador por Cuiabá morre em decorrência da Covid-19

Publicados

em

image_pdfimage_print

Na madrugada desta segunda-feira (06), faleceu o ex‐delegado Regional de Mato Grosso, Gilson Oliveira dos Santos de 75 anos.

Gilson estava internado no Hospital São Rafael, em Salvador já havia seis meses. Ele tratava das sequelas que o Covid-19 deixou.

Além de ex-delegado, Gilson também foi presidente da extinta Companhia de Saneamento do Estado de Mato Grosso (Sanemat).

Oliveira exerceu o cargo de Secretário Adjunto da Sinfra (Secretaria de Infraestrutura) por quatro anos na gestão do governador Blairo Maggi.

Gilson é pai do ex‐vereador por Cuiabá, Marcus Fabrício, que também já ocupou vários cargos na capital, inclusive como secretário.

Segundo informações da filha de Gilson, Rhadis Camila, a família está providenciando o translado do corpo, para o velório e sepultamento em Cuiabá, com horas ainda à confirmar.

O ex-delegado deixa a esposa, Nerly Glória de Freitas dos Santos e sete 7 filhos.

O ex-vereador postou em suas redes sociais uma homenagem ao pai:

“Esta voltando para os braços de Deus, um grande homem que tive o prazer e orgulho de chamar de pai, outros chamavam de vovó Gilson, tio Gilson, irmão, mano paixão, compadre e muitos outros mas para todos, independente de quem fosse, ele sempre tratou com filho, sempre deu oportunidade e ajudou a todos na medida do possível, agora pai chegou sua hora de descansar vai ao encontro de Deus, seu legado nunca será esquisito pois todos que vc ajudou aqui na terra, vão sempre lembrar de você”, postou Marcus.

Leia Também:  AGORA: Morre em SP médico e ex-deputado de MT, Tampinha

 

Por Neto Marques

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ATÉ ZUNIL

Filha de ex-governador morre em Cuiabá

Publicados

em

image_pdfimage_print

Faleceu nesta quinta-feira (20)  a tabeliã Rita Generosa Müller Pereira da Silva (95 anos) em decorrência de Alzheimer.

Rita foi Tabeliã por pelo menos quatro décadas à frente do Cartório do 4º Ofício de Protestos de Cuiabá.

De família tradicional cuiabana, ela era filha de Fenelon Müller, engenheiro civil, educador, pecuarista e interventor do Estado em 1935, cargo que na época equivalia a governador, também é sobrinha de Filinto Müller e irmã de Gastão Müller, ambos senadores por Mato Grosso.

A família informa que, por razão da pandemia, não haverá velório, e o sepultamento será restrito aos filhos, netos e bisnetos.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Morre padre e fundador da Lacbom
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA