ATÉ ZUNIL

Professor do IFMT morre em decorrência da Covid-19 em Cuiabá

Publicados

em

Alessandro Benedito Oliveira Bello, 48 anos, professor do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), faleceu nesta quarta-feira (13) vítima da Covid-19.

Conforme a chefe de departamento da Área de Construção Civil, onde Bello trabalhava, professora Norka Martins, o colega estava internado desde o final de dezembro na Santa Casa, em Cuiabá.Ao ser internado, Bello já estava com 50% do pulmão comprometido, mas, segundo Norka, ele havia apresentado uma melhora no quadro clínico no último fim de semana.

Ainda segundo ela, ele era uma pessoa extremamente ativa e querida pelos alunos e pelos demais funcionários do IFMT.

Alessandro foi aluno do Curso Técnico em Agrimensura na antiga Escola Técnica Federal (ETF-MT) nos anos 1980.

Formado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em engenharia agronômica, retornou à escola como professor no Departamento de Construção Civil, lecionando nas áreas de geoprocessamento e agrimensura.

Bello era conselheiro suplente no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (CREA-MT), foi voluntário no Centro de Valorização da Vida (CVV) na prevenção do suicídio e doador fidelizado de sangue e plaquetas do MT-Hemocentro.

Leia Também:  Veja vídeo: Oxigênio acaba em hospital, caminhoneiro tenta socorrer, mas é multado por agentes de trânsito

O professor Alessandro Bello realizou em 2019, no Campus Cuiabá – Bela Vista, um treinamento sobre como operar drone com a equipe do Departamento de Engenharia e Planejamento Estrutural do IFMT que integra a Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional (Prodin) e a assessoria de Comunicação (Ascom). A Prodin adquiriu um drone para fiscalização das obras da instituição.

O IFMT lamentou a perda irreparável do professor e prestou condolências aos familiares, amigos e alunos do professor Alessandro Bello.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ATÉ ZUNIL

Pastora afirma que “cristão gordo” não vai para o céu

Publicados

em

A pastora Sarah Sheeva polemiza ao afirmar que “crente gordo” não vai para o céu. Ela é filha de Baby do Brasil e criadora do “Culto das Princesas”.

De acordo com Sara, ela explica que a obesidade é indício de um pecado capital, a glutonaria, e que a Bíblia alerta que ela leva ao inferno.

Sara fala também que somos a imagem e semelhança de Deus e quando nos convertemos ao Senhor, o nosso corpo recebe o Espírito Santo que vem morar em nós. “Nós possuímos um espírito humano, a alma, que é a mente; e possuímos um corpo. A carne é o quê? A junção do corpo e da alma. Juntos formam a carne, que milita contra o espírito”.

E acrescenta que “as pessoas que se convertem, nasceram de novo no espírito, e pensam que deixam de ter corpo e alma. Aí eu te pergunto: porque tem tanto crente gordo? ”

A pastora finaliza dizendo que “o crente come muito, porque as vontades não mudam. Geralmente as pessoas falam assim: não posso mais ter vida sexual antes de casar, mas desce na comida. O povo larga o sexo, aí engorda 20 quilos. É muito comum isso, aconteceu comigo. Engordei 15”, finalizou. A entrevista foi concedida em 2014 que viralizou as redes sociais e virou alvo de críticas.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Veja vídeo: Oxigênio acaba em hospital, caminhoneiro tenta socorrer, mas é multado por agentes de trânsito
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA