Cidades

Pleno mantém suspenso pregão presencial da Prefeitura de MT

Publicados

em

image_pdfimage_print

O Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) homologou, na sessão ordinária remota desta terça-feira (14), medida cautelar adotada singularmente pelo auditor substituto de conselheiro em substituição Luiz Carlos Pereira e manteve suspenso pregão presencial realizado pela Prefeitura de Nova Mutum para contratação de empresa para execução de serviço de limpeza, higienização e manutenção.

medida cautelar foi solicitada em representação de natureza externa (RNE) proposta pela Cooperativa de Trabalho Vale do Teles Pires, em razão de suposta irregularidade em cláusula do edital que vedou a participação de cooperativas de mão de obra.

Em seu voto-vista, o presidente do TCE-MT, conselheiro Guilherme Antonio Maluf, ponderou que o tema da participação de cooperativas de trabalho em procedimentos licitatórios, cujo objetivo é mão de obra, é questão controversa. No caso em exame, por sua vez, ressaltou que o edital vedou a participação, exclusivamente, com embasamento em decisões da Corte de Contas que não levaram em consideração as inovações legislativas.

Leia Também:  Associação dos empresários que administra a central de abastecimento de Cuiabá elege nova diretoria

“A previsão editalícia impedindo a participação de cooperativas de mão de obra no certame, somente por estarem enquadradas juridicamente como cooperativas, na minha visão, está em desacordo com a legislação vigente, devendo a administração pública inabilitar a participação de cooperativas quando estas incorrem em inevitável vínculo empregatício em razão da natureza dos serviços licitados ou quando o objeto do certame configura conflito com o objeto social das cooperativas”, argumentou o revisor.

Sendo assim, seguindo o voto do relator pela homologação da medida cautelar, sustentou que, em vez de vedar a participação das cooperativas, a administração pública deve exigir a comprovação da observância aos requisitos legais, visando, principalmente, evitar a caracterização do vínculo empregatício.

Clique aqui e confira o vídeo completo do julgamento.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Após reclamar de ter o carro batido, empresário é arrastado dependurado na porta do carro do suspeito por mais de duas quadras; VEJA VÌDEO

Publicados

em

image_pdfimage_print

Neste sábado (23), um empresário de Tangará da Serra (240 KM) estava com seu veiculo estacionado  quando foi atingido por um ônix de cor verde.

Ao ir conversar com o suspeito,  o empresário agarrou na porta do carro dele, que deu arrancada e o arrastou dependurado mais de duas quadras.

Populares que presenciaram a cena ficaram assustados.

A polícia  foi acionada e equipes estariam a procura do motorista do ônix verde e pede para quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro do veículo entrar em contato com a polícia.

VEJA VÍDEO:

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Regularização de Vacina: 'Sabadão da Pfizer' em dois shoppings de Cuiabá
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA