Cotidiano

Marido espanca esposa em resort de luxo no Manso; Veja o vídeo

Publicados

em

image_pdfimage_print

Uma mulher de 21 anos foi espancada pelo seu marido na manhã desse sábado (23) em uma das suítes do resort de luxo, localizado no Manso.

As agressões ocorreram na noite dessa sexta-feira (22) e foram gravadas por outros hóspedes que estavam no local.

A vítima acionou a Polícia Militar após ser agredida por seu companheiro. Ao chegarem ao local, uma mulher de 32 anos, que se apresentou como filha do agressor, tentou impedir que os policiais entrassem no bangalô, onde estava o pai.

Bastante alterada, ela insultou e agrediu com tapas os policiais. Insatisfeita, ela ainda bateu nos funcionários do hotel e teve que ser algemada.

O agressor, que estava em um quarto do bangalô, se recusou a abrir a porta para os policiais. Um funcionário do hotel destrancou a passagem com uma chave reserva. Ao adentrar no espaço, os militares informaram que ele seria encaminhado a delegacia.

O acusado, no entanto, resistiu à prisão e assim como a filha, precisou ser algemado.

Leia Também:  Taxista sofre acidente e derruba poste em VG; Veja fotos

Uma criança, filho do agressor, ficou no local sob cuidados de um funcionário do hotel até a chegada do Conselho Tutelar.

O homem foi encaminhado a Cadeia Pública para aguardar a decisão judicial de homologação da prisão em flagrante. Ele foi autuado em flagrante e deve responder pelo crime de Lesão Corporal por Violência Doméstica.

Veja vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cotidiano

Prefeitos que descumprirem Decreto Estadual poderão ser afastado ameaça MPE

Publicados

em

image_pdfimage_print

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso está realizando um levantamento de todos os decretos municipais que tratam das medidas de prevenção à Covid-19 e adotará as medidas cabíveis em relação aos prefeitos que descumprirem as restrições estabelecidas no Decreto Estadual 836/2021. Segundo o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, eventual descumprimento da norma implicará em responsabilização cível e criminal.

O Judiciário foi claro e objetivo ao atender nossa Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), a liminar aplica-se a todos os municípios, inclusive a Cuiabá. Os prefeitos que descumprirem serão responsabilizados por crime de desobediência e por eventual ato de improbidade administrativa. Não vamos aceitar desordem. Se não concordam com a decisão podem recorrer, mas jamais descumprir. Se insistir em descumprir pediremos o afastamento do cargo”, enfatizou o procurador-geral de Justiça.

Na quarta-feira passada, o desembargador Orlando de Almeida Perri concedeu liminar ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso determinando ao município de Cuiabá que revogasse os dispositivos do decreto municipal que contrariavam as medidas restritivas estabelecidas no decreto estadual. A principal divergência diz respeito às condições que devem ser observadas para o funcionamento de todas as atividades e serviços.

Leia Também:  Árvore cai e atinge veículo estacionado na AV do CPA; vídeo

No mesmo dia, o MP notificou o município de Várzea Grande para que fosse revogado parte do respectivo decreto municipal. Uma ação civil pública também foi proposta para garantir a uniformidade e harmonização das medidas de prevenção à Covid-19 na região metropolitana. O município de Várzea Grande assegurou ao MP a edição de um novo decreto. Na quinta-feira, a administração municipal de Nova Mutum também foi notificada pelo MPMT sobre o mesmo assunto.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA