.

Esportes

Time do Cuiabá tenta emplacar dirigente no Mixto

Publicados

em

image_pdfimage_print

Uma coisa misteriosa começa acontecer no mundo do futebol mato-grossense e desta vez é no cenário meio confuso entre Cuiabá e Mixto, e acontece fora das quatro linhas. O time recebeu com estranheza o interesse repentino de um “dirigente do Cuiabá” em querer assumir o alvinegro cuiabano. É um grupo velho que vem pressionando para ocupar vaga deixada pelo vice-presidente do time após ele assumir cargo na Federação Mato-grossense.
Com a ida do vice-presidente do Mixto a FMF, abriu-se esta vaga e logo começou a investida deste grupo ligado ao time do Cuiabá, que está à frente o Coordenador Comercial e Marketing de campo de jogo Paulo Léllis, que a tempos vem fazendo investidura para entrar na diretoria. Em 2020 este grupo procurou o clube oferecendo “investimentos” e estaria articulando para assumir o clube e anunciou injetar R$ 4 milhões no time e até o momento não se viu a “cor deste dinheiro”, tudo isso foi anunciado no programa Resumo do Dia pelo apresentador Roberto França.
A ligação de Lellis com o Cuiabá, vem sendo comprovada em seus perfis em mídia social a qual deixa claro seu envolvimento com clube até mesmo em uma sumula oficial da CBF onde o Cuiabá enfrentou o Fortaleza.
A época foi feita uma proposta de ajuda se o clube ajudasse este grupo a receber R$ 11 milhões junto ao governo do Estado, dívida essa oriunda da Copa de 2014, e assim fazer o aporte financeiro.
A recusa do time a este grupo, é pelo fato de estarem colocando as contas do time em dia, sanando aos poucos as dívidas trabalhistas e de fornecedores em um projeto de restruturação do clube e estão cautelosos em deixa “qualquer um” assumir o time e botar este projeto a perder como foram feitas em outras gestões.
Resta saber, se está suporta ambição do Cuiabá no time do Mixto, é para alavancar o clube ou para acabar de afundar ainda mais o time.

Leia Também:  Árbitro relata "peitada" e ofensas de Clayson em súmula de Cuiabá x Juventude

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Árbitro relata “peitada” e ofensas de Clayson em súmula de Cuiabá x Juventude

Publicados

em

image_pdfimage_print

O árbitro Caio Max Augusto Vieira justificou, em súmula divulgada pela CBF, a expulsão do atacante Clayson na vitória do Cuiabá por 2 a 1 sobre o Juventude, no último sábado, no estádio Alfredo Jaconi, em partida válida pela 20ª rodada do Brasileirão.

O camisa 10 da equipe mato-grossense recebeu dois cartões amarelos em sequência, resultando no vermelho, aos 51 minutos do segundo tempo.

De acordo com o árbitro, o primeiro amarelo foi apresentado a Clayson por “retardar o reinício de jogo segurando a bola e causando um início de conflito com o jogador da equipe adversária”.

O atacante se revoltou e começou a reclamar, pois a advertência já o tiraria do duelo contra o Fluminense.

Caio Max relatou que Clayson “começou a protestar de maneira grosseira com palavras e gestos sendo contido por atleta da sua equipe”, atitude que motivou o segundo amarelo e, consequentemente, a expulsão.

Depois de receber o cartão vermelho, Clayson “peitou” o árbitro, que descreveu o ato na súmula, além de xingamentos do atacante: “após ser expulso o mesmo venho (sic) em minha direção e me atingiu com uma peitada e em seguida proferiu as seguintes palavras: ‘seu filho da p…, vagabundo, eu não fiz nada p….'”

Leia Também:  Árbitro relata "peitada" e ofensas de Clayson em súmula de Cuiabá x Juventude

Por conta da expulsão, Clayson será desfalque no Cuiabá para o confronto diante do Fluminense, na próxima segunda-feira, às 19h (de MT), na Arena Pantanal, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Da Redação

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA