.

Mato Grosso

Codem aprova investimentos de R$ 387 milhões em linhas de crédito para produtores rurais e empresários de MT

Publicados

em

image_pdfimage_print


Produtores rurais e empresários de Mato Grosso serão beneficiados com mais de R$ 387 milhões para investirem em seus negócios, por meio das linhas de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro Oeste (FCO).

A aprovação ocorreu durante reunião realizada nessa quarta-feira (16.06), pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Codem), composto pela  Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec-MT) e parceiros.

“O FCO tem um papel extremamente importante para o nosso Estado, que é promover o desenvolvimento regional, o que leva à geração de empregos e fortalecimento da economia local. Desta forma, o produtor pode modernizar o seu negócio com a adição de novos equipamentos, produzir mais, e, consequentemente, fazer nossa região continuar a ser destaque”, assegura o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec) e presidente do Conselho, César Miranda.  

No total, foram contemplados 140 projetos no FCO rural, com investimentos na ordem de R$ 362,1 milhões, o que irá criar em torno de 1.300 empregos diretos e indiretos no Estado. Entre os beneficiados pelo programa estão pequenos produtores, com 44 aprovações, pequenos-médios produtores, com 53 cartas liberadas e médios produtores, com 43. Apenas este último grupo rural deve abrir 446 novos postos de trabalho indiretos e 15 diretos.

Leia Também:  Estado multa empresa em quase R$ 20 milhões por fraude à licitação de provas práticas de CNH

Além disso, os projetos de revalidação a serem financiados com recursos do FCO empresarial somam R$ 25,1 milhões, com geração prevista de 59 empregos.

Destaque

De acordo com a Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2020, o Estado teve 22 municípios entre os 50 com o maior valor da produção agrícola do país.

Em 2019, Mato Grosso respondeu por mais da metade do valor da produção agrícola do Centro-Oeste, com R$ 58,4 bilhões, do total de R$ 107,9 bilhões, o maior do país por região.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Em Mato Grosso, 14 municípios estão com risco alto de contaminação pela Covid-19

Publicados

em

Por

image_pdfimage_print


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou, nesta terça-feira (03.08), o Boletim Informativo n° 513 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra, a partir da página 11, que 14 municípios registram classificação de risco alto para o coronavírus. São eles: Alta Floresta, Barra do Garças, Canarana, Cuiabá, Figueirópolis D’Oeste, Jangada, Nova Xavantina, Novo São Joaquim, Primavera do Leste, Salto do Céu, Santa Rita do Trivelato, São José do Povo, Sapezal e Vale de São Domingos.

Outras 127 cidades estão classificadas na categoria moderada para a contaminação do coronavírus. Nenhum município foi classificado com risco muito alto ou baixo para a Covid-19.

Novo método para classificação

O método para definir a classificação de risco dos municípios foi aprimorado. A mudança foi publicada no Diário Oficial do dia 25 de março de 2021. Desde então, não é levado em consideração apenas o número absoluto dos casos dos últimos quatorzes dias, mas sim a média móvel dos últimos quatorzes dias.

Leia Também:  Secel-MT auxilia artistas nas inscrições para o 26° Salão Jovem Arte; entenda

Assim, o município não sofrerá uma mudança brusca de um boletim para o outro; a cidade ficará na mesma categoria por pelo menos duas semanas, conforme sua média móvel de casos.

Também foi aperfeiçoado o cálculo dos casos acumulados. Antes eram considerados os casos acumulados a partir do dia 1º de dezembro de 2020. Com a nova metodologia, a análise será realizada sempre com base nos casos acumulados dos últimos 90 dias.

Confira as medidas de acordo com a classificação de risco:

• Nível de Risco MODERADO

a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para o Nível de Risco BAIXO;

b) quarentena domiciliar para pessoas acima de 60 anos e grupos de risco definidos pelas autoridades sanitárias.

• Nível de Risco ALTO

a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para os Níveis de Risco BAIXO e MODERADO;

b) proibição de qualquer atividade de lazer ou evento que cause aglomeração;

c) proibição de atendimento presencial em órgãos públicos e concessionárias de serviços públicos, devendo ser disponibilizado canais de atendimento ao público não presencial;

Leia Também:  Abertas as inscrições para o Circuito Empreendedor em Colíder

d) adoção de medidas preparatórias para a quarentena obrigatória, iniciando com incentivo à quarentena voluntária e outras medidas julgadas adequadas pela autoridade municipal para evitar a circulação e aglomeração de pessoas.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA