.

Mato Grosso

Novos agentes vão reforçar a segurança em quatro unidades do socioeducativo em MT

Publicados

em

image_pdfimage_print


O Sistema Socioeducativo, vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), passa a contar com mais 127 servidores aptos a atuação nas unidades mato-grossenses. O encerramento do 2º Curso de Formação Inicial ocorreu na tarde desta quarta-feira (16.06), na Academia de Polícia Militar Costa Verde, onde os alunos tiveram acesso à qualificação. Os 127 servidores vão reforçar o efetivo das unidades de Cuiabá, Rondonópolis, Sinop e Lucas do Rio Verde.

O curso de 564 horas/aula ocorreu ao longo de 98 dias e contou com 23 disciplinas. Da carga horária total, 360 horas foram de prática, onde os alunos realizaram uma espécie de estágio nas unidades socioeducativas. A formação contou com todos os cuidados de biossegurança, devido à pandemia de Covid-19. Todos os alunos foram testados e nenhum caso foi registrado.

Os novos servidores foram aprovados no concurso público que consta no Edital 001/2018, da antiga Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e nomeados no início de fevereiro. Aluno destaque da formação, o novo agente de segurança socioeducativo, Juarez Alves Junior comemorou o feito e reforçou seu desejo de contribuir com o sistema socioeducativo.

“O papel do agente de segurança socioeducativo é de suma importância para auxiliar esses adolescentes que estão em conflito com a lei e recolocá-los no caminho certo. Todos nós, os 127 formados, estamos com sangue novo para ajudar a melhorar este trabalho”, disse Juarez.

Leia Também:  Seciteci abre inscrições para a XIII Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação

O servidor ainda lembrou da trajetória, desde o concurso em 2018, passando por diversas etapas: testes físicos, avaliação psicotécnica, estágio probatório, aulas. “Nós nos unimos, formamos um grupo e passamos a incentivar um ao outro todos os dias, desde o início até hoje, que é nossa formatura”, relembrou Juarez.

Presente na solenidade, o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, contou aos alunos sobre sua trajetória na Polícia Federal, lembrando que todo servidor da Segurança Pública passa por uma academia e lembrou que hoje eles podem estar como alunos, mas que um dia estes mesmos alunos podem se tornar instrutores de cursos ou até mesmo um secretário de Estado.

Além disso, Bustamante avaliou como um novo momento na história do Sistema Socioeducativo, que por muitos anos foi relegado, mas que agora ganha novos servidores, novas viaturas e novas unidades, a começar por Rondonópolis, que já está praticamente pronta.

“O socioeducativo está começando a escrever uma história diferente. Durante muitos anos, as unidades praticamente não existiam. Quando a Lenice [Barbosa, secretária adjunta de Justiça] recebeu as cinco viaturas ela comemorou e disse ao governador que eles nunca tiveram viaturas próprias. Ver vocês formados, com as cores do socioeducativo me faz entender que todo o esforço é válido”, pontuou o secretário.

Leia Também:  Polícia Militar lança ‘Operação Guardião do Nortão’ para garantir a segurança em eleição em Matupá

Bustamante ainda fez questão de agradecer as forças de segurança coirmãs que auxiliaram na formação dos novos agentes, sendo o Sistema Penitenciário e suas especializadas – Grupo de Intervenção Rápida (GIR) e Serviço de Operações Especiais (SOE) – além da Polícia Militar, que cedeu o espaço para a realização da formação.

A secretária adjunta de Justiça, Lenice Barbosa, que também está à frente do Sistema Socioeducativo, explicou que este foi o primeiro curso de formação com práticas operacionais e que a função do sistema de segurança é a de preservar direitos e, por isso mesmo, não é uma função fácil.

“Eu como servidora de carreira há 15 anos, estou extremamente grata por estar aqui. Vocês, novos servidores, representam o nosso futuro e o socioeducativo vibra na veia de cada um de vocês. Parabéns a cada um de vocês e nos encontraremos em nossos polos”, afirmou Lenice.

Também estiveram presentes na solenidade o secretário adjunto de Segurança Pública, Carlos Davim; o secretário adjunto de Integração Operacional, coronel PM Victor Fortes; o secretário adjunto de Administração Penitenciária, Jean Gonçalves; os deputados estaduais Delegado Claudinei e Elizeu Nascimento; além do presidente da Fundação Nova Chance, Emanoel Flores e o diretor de Ensino, Instrução e Pesquisa da PM, coronel André Avelino Figueiredo Neto.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Em Mato Grosso, 14 municípios estão com risco alto de contaminação pela Covid-19

Publicados

em

Por

image_pdfimage_print


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou, nesta terça-feira (03.08), o Boletim Informativo n° 513 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra, a partir da página 11, que 14 municípios registram classificação de risco alto para o coronavírus. São eles: Alta Floresta, Barra do Garças, Canarana, Cuiabá, Figueirópolis D’Oeste, Jangada, Nova Xavantina, Novo São Joaquim, Primavera do Leste, Salto do Céu, Santa Rita do Trivelato, São José do Povo, Sapezal e Vale de São Domingos.

Outras 127 cidades estão classificadas na categoria moderada para a contaminação do coronavírus. Nenhum município foi classificado com risco muito alto ou baixo para a Covid-19.

Novo método para classificação

O método para definir a classificação de risco dos municípios foi aprimorado. A mudança foi publicada no Diário Oficial do dia 25 de março de 2021. Desde então, não é levado em consideração apenas o número absoluto dos casos dos últimos quatorzes dias, mas sim a média móvel dos últimos quatorzes dias.

Leia Também:  Operação Amazônia aplicou R$ 979 milhões em multa nos 7 primeiros meses do ano

Assim, o município não sofrerá uma mudança brusca de um boletim para o outro; a cidade ficará na mesma categoria por pelo menos duas semanas, conforme sua média móvel de casos.

Também foi aperfeiçoado o cálculo dos casos acumulados. Antes eram considerados os casos acumulados a partir do dia 1º de dezembro de 2020. Com a nova metodologia, a análise será realizada sempre com base nos casos acumulados dos últimos 90 dias.

Confira as medidas de acordo com a classificação de risco:

• Nível de Risco MODERADO

a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para o Nível de Risco BAIXO;

b) quarentena domiciliar para pessoas acima de 60 anos e grupos de risco definidos pelas autoridades sanitárias.

• Nível de Risco ALTO

a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para os Níveis de Risco BAIXO e MODERADO;

b) proibição de qualquer atividade de lazer ou evento que cause aglomeração;

c) proibição de atendimento presencial em órgãos públicos e concessionárias de serviços públicos, devendo ser disponibilizado canais de atendimento ao público não presencial;

Leia Também:  Seplag disponibiliza novo módulo no Sistema Monitora

d) adoção de medidas preparatórias para a quarentena obrigatória, iniciando com incentivo à quarentena voluntária e outras medidas julgadas adequadas pela autoridade municipal para evitar a circulação e aglomeração de pessoas.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA