Slide Heading
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Click Here

Mato Grosso

Sábado (21): Mato Grosso registra 154.839 casos e 4.082 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (21.11), 154.839 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.082 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 243 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 154.839 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 5.071 estão em isolamento domiciliar e 145.257 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 133 internações em UTIs públicas e 125 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 33% para UTIs adulto e em 14% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (33.452), Rondonópolis (11.444), Várzea Grande (11.025), Sinop (8.155), Sorriso (6.631), Lucas do Rio Verde (6.097), Tangará da Serra (5.980), Primavera do Leste (5.190), Cáceres (3.595) e Nova Mutum (3.237).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Governador empossa especialistas para formulação de políticas públicas da Educação

O documento ainda aponta que um total de 121.383 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 217 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última sexta-feira (20), o Governo Federal confirmou o total de 6.020.164 casos da Covid-19 no Brasil e 168.613 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 5.981.767 casos da Covid-19 no Brasil e 168.061 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sábado (21).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Seduc investe R$ 649 mil em nova quadra poliesportiva para escola de Várzea Grande

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Após licitação milionária do Iphone, membros do MPE podem receber auxílio saúde de R$ 1,5 mil

Publicados

em

Após uma licitação que pode “presentear” os promotores e procuradores de Justiça com 201 telefones celulares Iphone 11, no valor de R$ 8,3 mil cada, o Ministério Público Estadual pode implantar novos benefícios aos promotores e procuradores de Justiça.

Cada um dos membros poderá receber R$ 1,5 mil a título de “auxílio saúde”.

A informação foi revelada pelo procurador-geral de Justiça licenciado, e candidato à reeleição no órgão para o biênio 2021/2023, José Antônio Borges Pereira. Num comunicado distribuído nesta quarta-feira (2), ele “felicitou” os promotores e procuradores de justiça do MPMT ao informar que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aprovou o benefício atual, que é de R$ 1 mil.

“É com imensa satisfação que informo que na presente data o CNMP regulamentou, por resolução, o programa de assistência à saúde para membros e servidores do Ministério Público”, comemorou José Antônio Borges.

A “excelente notícia” aos membros do MPMT, acreditem, pode ficar ainda mais “assombrosa”. José Antônio Borges “prometeu” subir o auxílio para R$ 1,5 mil se for reeleito. O resto dos servidores do órgão também não foram esquecidos e podem ver o benefício atual subir de R$ 500 para R$ 750.

Leia Também:  Governador empossa especialistas para formulação de políticas públicas da Educação

“Reafirmo compromisso de ajustar, já no início da próxima gestão, o valor do referido auxílio para R$ 1.500,00 para membros, e R$ 750,00 para servidores”, diz outro trecho do comunicado.

Em maio de 2020, o conselheiro do CNMP, Sebastião Vieira Caixeta, determinou em decisão liminar a suspensão do pagamento do auxílio-saúde no órgão em Mato Grosso. A medida atendeu a uma representação do também conselheiro Valter Shuenquener.

José Antônio Borges, porém, revelou no comunicado que os pagamentos do auxílio-saúde que não foram realizados desde maio deste ano por decisão do CNMP poderão ser pagos de forma retroativa. No final, consequentemente, o benefício vai acabar sendo repassado de qualquer forma, fazendo com que 2020 seja um ano “inesquecível” não só para o Brasil e o mundo, mas também para o MPMT.

O processo eleitoral começa oficialmente no órgão no próximo dia 11 e vai até 14 de dezembro.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA