Slide Heading
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Click Here

Mundo

Com medo de terceira onda, França deve manter lockdown “flexível”

Publicados

em

Os jornais franceses desta quinta-feira (19) destacam a polêmica em torno da possibilidade de uma flexibilização precoce do lockdown na França. O governo francês quer evitar cometer os mesmos erros que levaram à segunda onda de contaminações pela Covid-19 a adoção de novas medidas restritivas.

O jornal francês Le Figaro enfatiza os esforços do governo para conseguir controlar a epidemia e ao mesmo tempo flexibilizar o lockdown. Os dados mais recentes mostram uma queda no número de contaminações e uma descaleração da transmissão, mas o vírus ainda não foi vencido e é preciso se preparar para uma eventual terceira onda, em janeiro ou fevereiro. A perspectiva de uma vacina aos poucos se concretiza, mas as medidas de proteção ainda deverão ser adotadas por muito tempo.

O equilíbrio entre a manutenção da segurança sanitária e a manutenção da atividade econômica permeiam as decisões da equipe do presidente Emmanuel Macron. O governo já deixou claro que poderá apenas adotar um “lockdown mais leve”. O jornal francês lembra como Macron tem frisado, durante as reuniões com seus ministros, a importância de “não relaxar” na luta contra a epidemia. O risco, diz o presidente francês, é de “ter feito esforços em vão.”

Leia Também:  Brasil precisa levar o aumento de casos de covid-19 a sério, alerta OMS

A redução dos números de casos não é o único critério para flexibilizar as medidas restritivas. O ministro da Economia, Bruno Le Maire, está sendo pressionado pelos pequenos lojistas e os donos dos bares e restaurantes, que continuam fechados e são uma das principais fontes de contaminação. A reabertura dos estabelecimentos deve ser analisada a partir de 15 de janeiro de 2021.

Lojistas e setor da alimentação pressionam

Para o jornal Libération, as lojas não devem abrir no 27 de novembro, data da Black Friday organizada por plataformas digitais. O ministro Le Maire se pergunta se “essa é realmente a data certa para a Black Friday. E ele mesmo responde que não, pedindo ao setor da distribuição que “examine todas as possibilidades de adiar esta operação, que não faz sentido nas atuais circunstâncias”.

Libération destaca também que o primeiro ministro francês, Jean Castex, se vê diante do desafio de oferecer perspectivas à população sem desencadear um relaxamento geral como o ocorrido no verão, que gerou a perda de controle das contaminações e, como consequênciam, a segunda onda. O líder do governo prefere falar em “adaptação do lockdown” a partir de 1º de dezembro se a situação sanitária continuar evoluindo de maneira favorável.

Leia Também:  Jovem desmaia após receber 146 chibatadas em sentença por estupro

 

Por RFI 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mundo

PF prende brasileiros acusados de extorquir funcionário da ONU

Publicados

em

A Polícia Federal prendeu, nesta quarta-feira (2/12), dois brasileiros acusados de extorquir e ameaçar um funcionário da Organização das Nações Unidas (ONU), em Genebra, na Suíça. Além deles, um homem com dupla nacionalidade, brasileira e suíça, foi detido pela polícia do país europeu. As investigações começaram após a vítima relatar às autoridades que era vítima de ameaças de morte.

As prisões ocorreram no âmbito da Operação Geneve. As ameaças se estendiam a familiares do funcionário da ONU que residem na Suíça e no Brasil. O irmão da vítima chegou a ser vítima de um atentado a bomba em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

De acordo com a PF, o valor extorquido da vítima chegou a 450 mil francos suíços, o que equivale a R$ 2,8 milhões. Os mandados de prisão foram expedidos pela 6ª Vara da Justiça Federal em Ribeirão Preto e pelas autoridades suíças. Os investigados poderão responder, no Brasil, pelos crimes de extorsão e associação criminosa, com penas que, somadas, ultrapassam 15 anos de reclusão.

Leia Também:  Rússia libera primeiro lote da vacina Sputnik V para vacinação em hospital

 

Por Correio Brasiliense 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA