1

Mulher em surto é amarrada e amordaçada com fita adesiva após tentar abrir porta de avião; Veja vídeo

Uma mulher foi filmada por uma das passageiras do voo 1774 da American Airlines, aparentemente desequilibrada, presa com fita adesiva a um assento do avião. O caso ocorreu na terça-feira (6/7) e rivalizou nas redes sociais (veja abaixo).

As imagens foram postadas no Tik Tok da usuária Arieana Mathena, quando ela deixava a aeronave, ao fim do voo de duas horas de Dallas-Fort Worth para Charlotte, nos Estados Unidos.

No trajeto dos passageiros até a saída é possível ouvir a mulher gritando “Vocês! Vocês! Vocês!”, enquanto os comissários de bordo acenavam calmamente com a cabeça, se despedindo das pessoas. Muito agitada, a mulher se contorcia com os braços aparentemente colados ao assento. A fita prateada também havia sido colada sobre a boca da passageira.

Segundo o jornal The Post, a mulher teria atacado a tripulação de voo e tentado abrir a porta da aeronave em pleno voo. O caos teria começado cerca de uma hora após o início da viagem, de acordo com o relato de Arieana Mathena.

A passageira conta que, por volta de 1h30 (horário local), comissários foram vistos correndo freneticamente e sussurrando entre eles. “A tripulação do avião começou a trancar banheiros, pegar sacolas de lixo e não disse o que estava acontecendo”, disse @lol.ariee.

Por fim, o piloto falou pelo interfone, pedindo às pessoas que permanecessem em seus assentos e referindo-se a “uma situação ruim no avião”. Os gritos da mulher foram ouvidos na sequência.

Correria para conter passageira

Quando o avião estava prestes a pousar, uma comissária de bordo explicou que a mulher, com um aparente problema mental, “teve uma explosão e vontade de sair do avião”. “E ela estava dizendo: ‘Eu preciso sair deste avião’, e ela foi até as saídas e começou a bater nas portas, dizendo: ‘Você precisa me deixar sair deste avião!’”, afirmou.

Vários comissários foram necessários para conter a mulher, jogá-la ao chão e prendê-la com fita adesiva, depois que ela agrediu e mordeu um dele e tentou abrir a porta de embarque do avião.

A American Airlines confirmou o incidente, ao ressaltar que as medidas foram tomadas “para a segurança de outros clientes e da tripulação”. A equipe de emergência em solo de Charlotte levou a mulher a um hospital local, disse a companhia aérea, que a colocou na lista interna de proibição de voar da empresa aérea enquanto as investigações são feitas.

 

View this post on Instagram

A post shared by Metrópoles (@metropoles)