Slide Heading
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Click Here

Nacional

Esposa viu homem ser espancado até a morte por seguranças do Carrefour

“Quando cheguei, ele já estava imobilizado. Ele pediu ajuda, quando fui socorrê-lo, os seguranças me empurraram”, disse mulher da vítima

Publicados

em

Milena Borges Alves, 43 anos, afirmou que o marido, João Alberto Silveira Freitas, 40, pediu ajuda antes de ser espancado e morto por seguranças do supermercado Carrefour, em Porto Alegre (RS), na noite dessa quinta-feira (19/11).

“Eu estava pagando no caixa. Ele desceu na minha frente. Quando cheguei, ele já estava imobilizado. Ele pediu ajuda, quando fui socorrê-lo, os seguranças me empurraram”, disse a mulher à Rádio Gaúcha na manhã desta sexta-feira (20/11).

Imagens gravadas por testemunhas mostram o momento em que a vítima, um homem negro, é agredida por dois seguranças. Uma funcionária do supermercado acompanhou toda a situação de perto.

Segundo informações da delegada Roberta Bertoldo, da Polícia Civil do Rio Grande do Sul (PCRS), João Alberto teria desferido um soco contra um dos seguranças antes de ser espancado até a morte. As investigações sobre o caso continuam.

“Ele pode ter tido um ataque cardíaco em função das agressões e de estar sendo pressionado, porque ele ficou no chão e duas pessoas em cima dele o contendo”, disse Roberta Bertoldo.

Leia Também:  Policial Militar chega para atender ocorrência e descobre que um dos mortos é a filha dele

Os suspeitos, identificados como Magno Braz Borges e Giovane Gaspar da Silva, foram autuados por homicídio qualificado. Um deles é policial militar e foi levado a um presídio da corporação. O outro é segurança do Carrefour e está em uma unidade da Polícia Civil.

Fotos:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Nacional

Babá denuncia mãe que agrediu menino de cinco anos por xixi

Publicados

em

Quem denunciou a mãe ao Conselho Tutelar foi a babá, depois de encontrar a criança com graves hematomas e marcas por todo o corpo: “Além de chineladas, ela bateu com o cabo de um rodo na cabeça da criança”
Menino está com marcas pelo corpo todo
“Não teve quem não se emocionou e chorou no hospital ao ver a situação do menino”, afirma a presidente do Conselho Tutelar de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, Camille Amorim, ainda abalada. Apesar de se deparar diariamente com casos de agressão, abuso e negligência de menores, ela ficou visivelmente impactada com a situação da criança que foi agredida pela própria mãe.
Confira, abaixo, o relato completo e exclusivo da conselheira tutelar sobre o caso, que aconteceu no último sábado (28):
“Não teve quem não se emocionou e chorou no hospital ao ver a situação do menino. Era grave mesmo. Ele apanhou com chinelo e cabo de rodo, inclusive na cabeça, pela própria mãe. Ele tem 5 anos e conseguiu nos contar com detalhes todos os fatos. Ele me disse que tudo começou porque pediu a ajuda da mãe para ir ao banheiro. Ele queria fazer xixi e precisava que ela tirasse a calça dele. Ela disse que não iria ajudar, mas ele seguiu pedindo e ela sempre negando. No entanto, chegou um momento em que ele não aguentou e fez xixi na calça. Nesse instante, ela começou a bater nele sem parar. Primeiro, com chineladas, depois, com o cabo do rodo, inclusive na cabeça. Os médicos chegaram a suspeitar que ele tivesse sofrido traumatismo craniano por causa das marcas na cabeça. Mas, felizmente, são apenas hematomas. Mas a situação das costas da criança é inaceitável. Em algumas partes, é possível ver com clareza as marcas das tiras do chinelo.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Policial Militar chega para atender ocorrência e descobre que um dos mortos é a filha dele
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA