.

Nacional

Vídeo: ‘Tô cremosinho’, diz vereador em ligação íntima durante sessão

Publicados

em

image_pdfimage_print

O vereador Charlão (PP), de Uberlândia (MG), deixou os colegas constrangidos durante uma sessão da Câmara Municipal da cidade, na quinta-feira (15). Enquanto o vereador Thiarles Santos (PSL) discutia a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) da cidade, Charlão atendeu uma ligação da mulher e não percebeu que o microfone dele estava ligado.

“Oi, amorzinho. Eu tô cremosinho”, disse o vereador. Logo em seguida, Santos reclamou da interrupção. “Presidente, olha o que a gente está ouvindo aqui, presidente. Peço advertência ao vereador porque a gente tá na sessão, ele está online, a coisa que a gente é obrigado a ouvir. Na minha fala ainda…”, afirmou.

Outros parlamentares também demonstraram indignação. “Tá cremosinho em casa? Não é coisa pra gente falar na sessão não, gente. Horário de trabalho, estamos trabalhando”, disse Dandara Tonatzin (PT).

Por duas vezes, o presidente da Câmara de Uberlândia, Sérgio do Bom Preço (PP), tentou alertar o vereador sobre o microfone aberto.

Tempo depois, Charlão percebeu a gafe e pediu desculpas, afirmando que o casal se chama de “cremosinho” de forma carinhosa. Na sessão de sexta-feira (16), Charlão voltou a falar sobre o assunto e se desculpou com os colegas.

Leia Também:  Rendimento de estudantes caiu 80% durante a pandemia

Veja vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Nacional

Rendimento de estudantes caiu 80% durante a pandemia

Publicados

em

Aluno estudando
image_pdfimage_print

O rendimento dos estudantes da rede pública caiu até 80% durante os meses de ensino remoto. A queda é maior para assuntos de matemática, mas os de português também ficou bem longe da aprendizagem normalmente registrada nas escolas.

Os números estão na pesquisa “Perda da Aprendizagem na Pandemia” divulgada este mês pelo Instituto Ensino e Pesquisa (Insper) em parceria com o Instituto Unibanco.

Foi medido o nível de conteúdo aprendido por estudantes das redes pública e privada no país. O resultado mostra o que já vinha sendo apontado por especialistas, maior prejuízo para o ensino público.

As questões de matemática foram absorvidas com satisfação somente em 17% do que foi aplicado desde o fechamento das escolas, entre fevereiro e março de 2020. Já o conteúdo de português teve média de 38%.

 

Da Redação

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Rendimento de estudantes caiu 80% durante a pandemia
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA