.

Policial

Mulher é estuprada espancada e torturada com choques elétricos nas partes íntimas por 8 dias em MT

Publicados

em

image_pdfimage_print

Uma mulher de 31 anos foi estuprada e torturada pelo marido com choques nas partes íntimas e na boca durante oito dias, em Primavera do Leste, a 242 km de Cuiabá. A vítima e os filhos do casal, de 3 e 12 anos, também foram mantidos em cárcere privado durante esse período.

As agressões só pararam após a prisão do marido, na quinta-feira (17), em uma fazenda da região, onde ele trabalhava. O suspeito foi autuado pelos crimes de tortura, estupro, cárcere privado e posse ilegal de arma de fogo.

De acordo a delegada Anamaria Machado, o homem, de 34 anos, também dava socos e usava armas para bater e ameaçar a mulher. A polícia disse que as agressões ocorriam devido ao ciúme que ele tinha da vítima.

“Ele a levava para uma região de mata para tortura-la. Ele atirava e dizia que da próxima vez iria mata-la. Foram nove armas apreendidas de uso permitido. Agora vai depender do oferecimento de denúncia do Ministério Público e da decisão da Justiça”, disse.

Leia Também:  Polícia apreende 870 kg de cocaína; Prejuízo chega a R$ 19 milhões

Durante as buscas na propriedade, os policiais entrevistaram o suspeito, que confirmou os crimes cometidos e ainda atribuiu a culpa à vítima.

A mulher e os filhos foram resgatadas pela polícia após uma denúncia que levou até a prisão do marido. As vítimas foram levadas à Delegacia da Mulher de Primavera do Leste.

A vítima contou à polícia que estava sendo torturada desde o dia 9 de junho, quando o suspeito começou a agredindo com um copo de vidro em seu rosto. Depois, ele a levou para uma estrada na mata, onde novamente a agrediu com socos e chutes.

Em uma das ocasiões, ela estava com o filho no colo, e foi agredida na cabeça. Uma das agressões foi feita com uma das armas, quando o homem a jogou no chão e depois apontou em sua direção fazendo um disparo.

A vítima relatou ainda que o agressor a impedia de sair de casa para que os vizinhos não pudessem ver as lesões em seu rosto. Na madrugada desta quinta-feira, ele tornou a agredi-la, batendo com um fio de eletricidade.

Leia Também:  Homem é preso com armas e munições durante investigações para apurar morte de funcionário de fazenda, em Poconé

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Casal é preso em flagrante por tráfico e Polícia Civil encontra drogas escondidas em casinha de cachorro

Publicados

em

Por

image_pdfimage_print


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Um casal foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na manhã desta terça-feira, 03 de agosto, em Rondonópolis, por tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de arma de fogo e munições.

Na ação policial da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) do município também foram apreendidas porções de entorpecentes, armas de fogo, munições e dinheiro.

A equipe de investigação da DERF apurou informações de que o casal, ambos de 33 anos, estava trabalhando associado a um adolescente para a venda de entorpecentes no bairro Mathias Neves. O tráfico era anunciado, principalmente, por meio de redes sociais.

Os policiais levantaram ainda a informação de que o adolescente de 15 anos andava pelo bairro com poucas porções, pois caso fosse abordado, diria que era para consumo próprio. Ao ofertar a droga pelas redes sociais, ele esperava a confirmação do usuário e depois seguia até a residência do casal para buscar o entorpecente e fazer a entrega.

Nesta terça-feira, a equipe da delegacia especializada conseguiu abordar o menor de idade depois de ele sair da residência do casal. Com ele foram encontradas duas porções, que alegou ser de uso pessoal.

Leia Também:  Pastor é preso suspeito de estupro contra menor de 8 anos em MT

Após vigilância na residência dos dois adultos, os policiais flagraram o momento em que ambos chegaram ao local. Diante das suspeitas de que havia drogas na casa, os investigadores entraram em buscas no quarto do casal sentiram odor de entorpecentes. Dentro do quarto foram localizadas diversas notas de baixo valor em uma casinha de cachorro, sob um piso falso, estavam escondidas diversas porções de pasta base, maconha e cocaína; duas armas de fogo e diversas munições.

Os policiais encontraram também um caderno com anotações sobre o movimento do tráfico. Após todo o material ilícito ser localizado, o suspeito confessou vender o entorpecente e para isto utilizava uma motocicleta e um veículo nas entregas.

Os dois foram encaminhados à delegacia, autuados pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de entorpecentes e posse irregular de arma de fogo e munições. Os dois passaram por exame de corpo de delito e depois foram para as respectivas unidades prisionais. O adolescente responderá por ato infracional análogo aos crimes perante a Vara da Infância e Juventude.

Leia Também:  Comandante acredita que um dos suspeitos do ‘Novo Cangaço’ esteja morto na mata

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA