.

Policial

Polícia Civil prende foragido do Tocantins com dois mandados em abertos

Publicados

em

image_pdfimage_print


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um procurado da Justiça do Tocantis há cerca de 5 anos, foi preso pela Polícia Civil de Mato Grosso, na manhã desta terça-feira (14.09), em Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá), após ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

O suspeito de 39 anos, estava com dois mandados de prisão decretados desde o ano de 2016, pelos crimes de furto e receptação cometido no norte do Brasil. Ele também é investigado pela Derf de Confresa por praticar delitos da mesma natureza.

Durante diligências investigativas para esclarecer ocorrências envolvendo crimes patrimoniais, os policiais civis descobriram que o investigado era foragido da Justiça do Tocantins.

Diante das informações apuradas a equipe conseguiu localizar o suspeito, o qual ao ser abordado negou que possuía passagens criminais. No entanto, o homem foi conduzido até a Derf de Confresa, onde foi dado cumprimento as ordens judiciais de prisão.

Conforme o delegado da Derf de Confresa, Bruno Gomes Borges, foragido do Tocantins desde o ano de 2016, a suspeito veio para Mato Grosso e aproveitando-se da liberdade, continuou praticando crimes de furto em Confresa.

Leia Também:  Foragido por homicídio no Pará é localizado pela Polícia Civil em Paranatinga

O preso foi interrogado no inquérito instaurado acerca dos furtos ocorridos na cidade de Confresa, sendo posteriormente encaminhado para a Cadeia Pública de Vila Rica, ficando à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Ex-jogador que foi sequestrado e morto, morreu por ordem de facção por “dar em cima” de mulheres casadas em MT

Publicados

em

image_pdfimage_print

Dois suspeitos de ter executado o jogador de futebol, Willian Santana, de 21 anos foram presos nesta sexta-feira (17),  e logo após. foi descoberto o corpo do jogador em uma região de mata as proximidades do rio 15, às margens da BR-163, no município de Sinop (489 km de Cuiabá).

Os suspeitos do homicídio são membros de uma organização criminosa e disseram à polícia que o crime foi uma ordem da facção.

O motivo é que a vítima estava “dando em cima” de mulheres casadas.

Os suspeitos disseram ainda que o jogador havia sido avisado dos riscos que corria.

O tenente-coronel Pedro, que atendeu a ocorrência, disse que, segundo os envolvidos, houve uma determinação para que tirassem a vida da vítima, que já havia sido advertida quanto à conduta.

“A Polícia Militar já repassou essas informações para a Polícia Civil para que as investigações os levem até aos demais envolvidos e essas pessoas sejam presas”, destacou o militar.

Dois homens foram detidos. Entre eles, um menor de idade e um ex-presidiário que estava sendo monitorado por tornozeleira eletrônica.

Leia Também:  Escola municipal no interior homenageia delegado aposentado da Polícia Civil

Segundo a PM, as equipes receberam informações da agência regional de inteligência e confirmaram que um dos suspeitos esteve nas proximidades da residência da vítima. Após iniciar as diligências, os militares conseguiram chegar até os dois suspeitos que participaram do homicídio. Posteriormente, conseguiram localizar o corpo.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) já iniciou os procedimentos para analisar as circunstâncias de como ocorreu a morte de Willian. O corpo dele foi levado ao Instituto Médico Legal (IML).

O jovem era ex-zagueiro do Sinop Futebol Clube, e havia sido sequestrado, na noite de quinta-feira (16), em uma residência, nas proximidades do bairro Residencial Jequitibás.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA