.

Política MT

Aulas voltam apenas após 2° dose da vacina dos professores, diz prefeito de Cuiabá

Publicados

em

image_pdfimage_print

Pela fala do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), os alunos não voltam tão cedo para as salas de aula. “Acho totalmente fora de propósito anteciparmos as aulas para quem já esperou até agora, antes de terminar a imunização dos profissionais. Aqui em Cuiabá a decisão já está tomada” disse durante o manifesto de apoio à chegada da ferrovia em Cuiabá.

Ele ainda acrescenta que “o projeto lei já foi encaminhado para a Câmara e só entendo possível a retomada das aulas após todos os profissionais estiverem imunizados, inclusive, respeitando prazo de 15 dias após a segunda dose”.

Ele cita com preocupação o caso de uma nova variante que foi detectada em Cuiabá, após a realização da Copa América.  “Vivemos ameaças de novas variantes, ameaças sazonais para elevação do número de casos. Então, não podemos brincar. […] Então voltar às aulas agora é altamente temerário e aqui em Cuiabá minha posição está tomada”, explicou Pinheiro.

 

 

Com Fabiane Serra

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  'Tomaram o maior tapa' afirma deputado sobre taxação dos aposentados de MT
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Governo deixou Sputnik V em ‘stand by’ afirma Gilberto com avanço de vacinação em MT

Publicados

em

Gilberto Figueiredo
image_pdfimage_print

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, afirmou que com o avanço da vacinação e possibilidade de doses para todos, o governo de Mato Grosso deixou a compra da Sputnik em ‘stand by’.

“Não logramos êxito na aquisição, pois é uma vacina que ainda não tem a garantia da Anvisa. Imputou aos estados um nível de responsabilidade muito grande. Agora, com o indicativo do governo federal que teremos vacina para toda a população, a gente coloca em stand by essa iniciativa, aguardando os próximos desdobramentos”, disse Gilberto.

No mês de março, o governador Mauro Mendes (DEM) fez um anuncio afirmando que a assinatura de contrato para compra de 1,2 milhão de doses da vacina Sputnik V, que viriam direto para Mato Grosso caso o Governo Federal não pagasse ou reembolsasse o Estado.

A expectativa era de que a primeira remessa chegasse já no dia 20 de abril. O governador chegou a dizer que com as 1,2 milhão de doses seria possível imunizar todos os mato-grossenses com mais de 30 anos de idade.

Leia Também:  'Tomaram o maior tapa' afirma deputado sobre taxação dos aposentados de MT

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no entanto, não autorizou a importação do imunizante, e deu somente o aval para que viessem ao estado 71 mil doses (1% da população), e com uma série de restrições em relação a quem poderia recebê-las

Da Redação

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA