Política MT

Cuiabá deve receber 15 mil doses e Emanuel reforça início da vacinação no dia 20

Publicados

em

O Plano Municipal de Imunização para o combate à covid-19, foi apresentado pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), o nome da campanha será “Vacina Cuiabá, a sua vida em primeiro lugar”. Ele informou que a primeira dose será aplicada no dia 20 de janeiro, em um lançamento simultâneo com o Ministério da Saúde.

Emanuel disse que devido ainda não sabe o número exato de vacinas que chegarão em Cuiabá, devido ao problema de logística do governo federal.

“Extraoficialmente fomos informados que teríamos 15 mil doses, o que daria 7.500 pessoas, pois são necessárias duas doses na população, o que representa 4% do que preparamos para vacinar a população cuiabana”, disse Emanuel.

Pinheiro destacou que caso se confirme o envio de apenas 15 mil doses para Cuiabá, a primeira fase de vacinação será para o grupo prioritário de trabalhadores da saúde que atuam em UTIs, enfermarias e pronto-atendimentos.

A prefeitura disse que o plano municipal prevê a aplicação de 190 mil doses na primeira fase e mais 190 mil doses na segunda fase, totalizando 380 mil vacinas em Cuiabá. O plano de execução seguiu orientação do Ministério da Saúde.

Leia Também:  Presidente da AL diz que dinheiro de corrupção deve ir para caixa da previdência

Haverá uma estrutura no Centro de Eventos do Pantanal atendendo de domingo a domingo, das 7h às 22h. Para a primeira fase, será necessário fazer um cadastro no portal da Prefeitura, além de atualizar o cartão SUS. Já na segunda e terceira fases, as vacinas serão aplicadas nos polos regionais de saúde.

“Não sabemos como vai ser a segunda e terceira fase ainda, pois vai depender do Ministério Saúde. Elas já estão montadas, mas se continuar vindo as doses pequenas de 7 mil, vamos continuar usando o polo central do Centro de Eventos do Pantanal. Caso sejam enviadas umas 50 mil doses, aí usaremos os polos regionais para acelerar a vacinação”, lembrou o prefeito.

 

Da Redação 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política MT

Max Russi diz que governo agora terá que negociar

Publicados

em

Polido, elegante, acessível, boa praça, mas de bobo e subserviente não tem nada, o novo presidente da ALMT, tem provocado reuniões constantes e mudanças de estratégias do Governo no que diz a suas demandas e encaminhamentos a casa.

A mão dupla terá que ser respeitada, a mesa de negociação muito usada e aquelas votações já contadas como ganhas, ao que parece, não fazem mais parte do script.

Poucos dias depois de sua posse, deputados insurgentes já se posicionam com mais raivosidade, secretários são cobrados com mais veemência e as coisas parecem que terão que ser, a partir de agora, literalmente democráticas nesse trato.

Max, não esconde sua segurança nos discursos, sabe o que quer, pleiteia e é um defensor intransigente do Estado e das ações que lhe tragam progresso e prosperidade, contudo, seu lado mais humanista, conhecido por seu eleitorado, vai também falar mais grosso a partir de agora.

Medidas que são contra funcionalismo, previdenciários e minorias deverão ser tratadas pelo Governo com muito tato, barganhas e atenção especial. Max mantem a elegância mas para se posicionar contrário é daqui pra ali.

Leia Também:  Presidente da AL diz que dinheiro de corrupção deve ir para caixa da previdência

Os bons e calmos tempos de Botelho e sua habitual maneira de botar panos quentes e apaziguar tudo e todos, vem mostrando nos últimos dias que chegaram ao fim.

Deputados animados vêm fazendo barulho, aplaudindo e se reunindo com o novo Presidente de forma reiterada e sistemática como já não se via a tempos.

 

Por Assessoria de Imprensa 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA