Política MT

Limite de ICMS aprovado é criticado por Gallo; “medidas têm que ser estruturais e não paliativas”

Published

on

A aprovação do limite do ICMS dos combustíveis foi criticada pelo estado por meio do secretário-chefe da Casa Civil, Rogério Gallo. De acordo com ele, foi uma ação “eleitoreira” e prejudica a receita dos estados disse ele em entrevista na última quarta-feira (29).

Ainda de acordo com Gallo, a previsão é que Mato Grosso perca R$ 1,5 bilhão ao ano devido à lei, que já foi sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PL). Segundo Rogério, “são medidas que, infelizmente, não são estruturais. São feitas de afogadilho e toda medida de afogadilho para resolver problemas estruturais não dá certo. Se você tem uma rachadura na parede da sua casa, não é com superbonder ou durepox que você resolve”.

Em sua opinião, “Medida paliativa, como essa, não vai resolver o problema dos preços dos combustíveis, como não resolveu o congelamento do preço do ICMS do diesel desde novembro do ano passado. Então, fica claro que, para problemas estruturais, as medidas têm que ser estruturais e não paliativas”, concluiu.

Leia Também:  Lula é convidado a lançar candidatura de Márcia Pinheiro

O secretário espera que o veto do presidente seja derrubado pelos deputados federais, que ainda farão uma última análise da lei.

Jornalista: Fabiane Serra

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Política MT

Dobradinha de Wellington e Bolsonaro

Published

on

Enquanto Neri Geller já se decidiu ser, praticamente, uma sombra, “colando”  sua imagem em Lula como um estratagema para ser um incentivo a mais a sua candidatura rumo ao senado, angariando o maior número possível de votos, o líder das pesquisas ao senado, senador Wellington Fagundes (foto), que vai a reeleição, já desenvolve uma campanha casada com presidente Bolsonaro, buscando o mesmo objetivo, é claro. O senador Wellington vem utilizado uma argumentação que promete ser eficiente, dizendo que a principal prioridade de sua campanha é, primeiramente, reeleger o presidente Bolsonaro e que o sucesso de sua candidatura virá por tabela. Wellington conseguiu articular um amplo arco de alianças muito forte, com o PL, UB, Republicanos, Podemos, Pros, Cdadania, MDB, PSB e PSDB. E essa grande frente de forças políticas regionais, terá um palanque de astros de primeira grandeza, em que se destaca o próprio presidente Bolsonaro e o governador Mauro Mendes, que busca também a sua reeleição. Decididamente, trata-se de uma grande união de expressivas forças políticas de Mato Grosso e, lógico, potencializadas com a presença do presidente Bolsonaro.

Leia Também:  Dobradinha de Wellington e Bolsonaro

Jornalista Benedito Albuquerque

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA