.

Política MT

Mauro faz critica a Anvisa por atrasos de importações de vacinas pelos estados

Publicados

em

image_pdfimage_print

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou na manhã desta terça-feira (13) que está havendo má vontade por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para liberar a importação da vacina russa Sputnik V, compradas por governadores de 14 estados.

Conforme Mendes, alguns técnicos dos governos estaduais que estão atuando junto à Anvisa relataram que a agência não quer liberar as vacinas, por ter sido uma compra feita pelos governadores.

“Os técnicos que estão trabalhando lá e representam os estados, eles dizem que sentem uma má vontade de não querer liberar, porque foi uma compra feita por governadores. É ridículo isso, é um absurdo, mas vamos continuar insistindo, continuar trabalhando para se Deus quiser, colocarmos essa vacina aqui no Brasil”, disse o governador.

Mauro relatou ter percebido um excesso de burocracia para criar dificuldades, pois toda a documentação solicitada pela Anvisa foi entregue, mas ainda não houve a liberação para que as vacinas pudessem ser enviadas ao Brasil.

Leia Também:  Governador sanciona lei que classifica comércio de óptica como serviço essencial

Diante do ‘rolo jurídico’, Mauro afirmou que não será possível cumprir o prazo inicial de entrega das vacinas, que previa a primeira remessa já para o dia 20 de abril.

“Nós tínhamos a previsão inicial de quando assinei o contrato e mandei lá para o fundo russo que está nos vendendo diretamente isso, era a previsão para o dia 20 de abril para termos condições de embarcar o primeiro lote. Ainda não houve alteração na data, então a previsão ainda é essa, mas com esse atraso da Anvisa, muito provavelmente vai atrasar”, contou o chefe do executivo estadual.

Mauro ainda criticou o presidente Jair Bolsonaro indiretamente, ao citar que a Anvisa é um órgão ligado ao governo federal.

Da Redação

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política MT

Comprometimento da Prefeitura de Cuiabá com a sustentabilidade é reconhecido pelo Pacto Global da ONU

A iniciativa possui cerca de 15 mil signatários e Cuiabá é a 4ª cidade brasileira a fazer parte do grupo

Publicados

em

image_pdfimage_print

Marca registrada da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro, as ações de sustentabilidade desenvolvidas pela Prefeitura de Cuiabá foram elogiadas pelo diretor de Projetos do Pacto Global das ONU no Brasil, Marcelo Linguitte. A iniciativa das Nações Unidas possui cerca de 15 mil signatários em todo o mundo e, a partir do momento em que Emanuel assumiu a administração do Município, Cuiabá passou a fazer parte desse grupo.

A fala do diretor ocorreu nesta sexta-feira (14), por meio de vídeo, durante o ato de assinatura do Termo de Adesão ao Programa de Desenvolvimento Integrado (PDI) do Tribunal de Contas do Estado (TCE). A participação dele foi intermediada pelo gestor de Sustentabilidade de Cuiabá, Alex de Deus. (Clique Aqui e veja o vídeo)

Segundo Linguitte, somente a partir de trabalhos como os realizados pela Prefeitura de Cuiabá é que as cidades podem alcançar níveis maiores de desenvolvimento sustentável e, consequentemente, de qualidade de vida para sua população. O diretor reforçou que a Rede Brasil do pacto está sempre à disposição, oferecendo todas as ferramentas necessárias para que Cuiabá atinja, nos próximos anos, patamares ainda mais elevados.

Leia Também:  Estado ainda acredita que conseguirá comprar vacina russa

“Parabenizo, particularmente o prefeito Emanuel Pinheiro, pela iniciativa de incorporar no mapa estratégico, no plano plurianual do Município, os objetivos de desenvolvimento sustentável. Apenas dessa forma, com esses objetivo estiveram implantados de forma transversal nas atividades de todas as secretarias é que os níveis maiores de desenvolvimento sustentável e de qualidade de vida para sua população”, disse o diretor.

O Pacto Global é uma iniciativa que fornece diretrizes para a promoção do crescimento sustentável e da cidadania, por meio de lideranças comprometidas e inovadoras. Quem integra o grupo também assume a responsabilidade de contribuir para o alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que fazem parte da Agenda 2030. (Clique Aqui e veja todos os objetivos)

“Somos a 4ª capital brasileira a ser signatária do Pacto Global. Com isso, o planejamento estratégico do Município passa a contar com fatores fundamentais como sustentabilidade, respeito ao meio ambiente, inovação e uma série de outros pontos. São atitudes que o mundo moderno requer para que a nossa prestação de serviço chegue na ponta com qualidade” comentou o prefeito Emanuel Pinheiro.

SUSTENTABILIDADE NA PREFEITURA

Sustentabilidade tem sido palavra-chave em Cuiabá. Em 2017, a Prefeitura de Cuiabá começou a dar passos dentro desse campo que, atualmente, é tendência nas regiões mais desenvolvidas do mundo. Desde então, a gestão tem trabalhado para que cada uma das ações planejadas ganhem efetividade na prática e coloquem a capital mato-grossense como um exemplo a ser seguido.

Leia Também:  Deputados aprovam texto de Geller que dispensa licença ambiental em algumas atividades

As medidas são trabalhadas em diferentes esferas, abrangendo atitudes simples no ambiente interno dos órgãos municipais, até as consideradas de macro dimensão nas obras executadas pela cidade. Pensando em um trabalho que perdure em longo prazo, o prefeito Emanuel Pinheiro sancionou, 2019, a lei de criação do Plano de Desenvolvimento Sustentável, denominado Programa Cuiabá +300.

O documento fortalece a criação de novas políticas públicas voltadas para a preservação do meio ambiente e ratifica aquelas que já vinham sendo realizadas. Compõem esse grupo, por exemplo, o estímulo às práticas sustentáveis entre os servidores, por meio da adesão da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), a melhoria nos serviços de zeladoria da cidade e a adoção de um conceito de obras que valoriza a execução de projetos ambientalmente corretos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA