.

Saúde

Quanto tempo leva para a vacina da gripe fazer efeito?

Publicados

em

image_pdfimage_print


source
Quanto tempo leva para a vacina da gripe fazer efeito?
Flavia Correia

Quanto tempo leva para a vacina da gripe fazer efeito?

A 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe iniciou nesta segunda-feira (12). A campanha este ano pretende imunizar pouco mais de 79 milhões do público-alvo, ou no mínimo, 90% deste grupo prioritário. Mas, após a aplicação da vacina, quanto tempo leva para ela fazer efeito? E quanto tempo esse efeito dura no organismo? Aqui, você vai encontrar as respostas para essas e outras dúvidas.

Como uma pessoa fica gripada?

A gripe é provocada pelos vírus influenza do tipo A e B. Cada um deles apresenta seus subtipos. Os subtipos A que normalmente contaminam os humanos são o H1N1 e o H3N2.

Já os subtipos B são classificados como linhagens Victoria e Yamagata. A doença é transmitida por meio das secreções das vias aéreas de uma pessoa infectada ao falar, espirrar ou tossir, ou pelo contato das mãos com superfícies contaminadas por secreções respiratórias de uma pessoa doente.

Nesses casos, o indivíduo conduz o agente infeccioso das mãos diretamente para a boca, nariz e olhos, ao, por exemplo, se coçar.

Leia Também:  Internações por Covid-19 param de cair no estado de São Paulo

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), são notificados todos os anos cerca de 1 bilhão de casos de gripe em todo o planeta. Desses, três a cinco milhões são graves. E em torno de 290 mil a 650 mil evoluem para morte. Estima-se que entre 5% a 10% da população seja infectada.  

Você viu?

As vacinas influenza disponíveis no Brasil são todas inativadas (de vírus “mortos”), portanto, sem capacidade de causar doença. / Foto: Breno Esaki/Agência Saúde – flickr

Tomei a vacina e fiquei gripado. Por quê?

Muitas pessoas acreditam que a vacina contra gripe pode causar a enfermidade. Na verdade, isso está relacionado ao tempo de ação do imunizante dentro do organismo. Enquanto o imunizante não surte efeito, é possível, sim, que a pessoa seja contaminada.

Depois disso, definitivamente, não. Afinal, as vacinas influenza disponíveis no Brasil são todas inativadas (de vírus “mortos”), portanto, sem capacidade de causar doença.

E quanto tempo leva para a vacina começar a proteger realmente? Segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), após a aplicação, a vacina leva de duas a três semanas para surtir efeito.

Esse é o período que o corpo precisa para produzir uma dose de anticorpos suficientes para combater o vírus. Quando o paciente já tomou a vacina em outros anos, esse tempo de resposta pode cair para dez dias. Esse intervalo entre a vacinação e a proteção efetiva é uma das razões pela qual a campanha sempre começa um bom tempo antes do inverno, estação com maior número de casos.

Leia Também:  Capitais realizam mutirão para garantir segunda dose da vacina contra Covid-19

Quanto tempo a vacina contra a gripe funciona dentro do organismo?

Quem se vacina contra a gripe está protegido por, pelo menos, um ano. Após esse período, recomenda-se nova aplicação, pois os subtipos do vírus sofrem mutações constantes, que exigem adequações na formulação do imunizante. Além disso, essas variantes do agente infeccioso circulam com diferentes intensidades de tempos em tempos. Por isso, as campanhas de vacinação são anuais.

Fontes: OMS / SBIM

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Brasil registra mais de mil mortes por Covid-19 neste domingo (16)

Publicados

em

Por

image_pdfimage_print


source
Brasil registra mais de mil mortes por Covid-19 neste domingo (16)
Fusion Medical Animation/Unsplash

Brasil registra mais de mil mortes por Covid-19 neste domingo (16)

O Brasil registrou mais de mil mortes causadas pela Covid-19 em 24 horas. Neste domingo (1), o país registrou 1.036 mortes pela doença, segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Além disso, foram mais 40.941 novas infecções nas últimas 24 horas. Com a atualização, o Brasil chegou ao número de 435.751 mortes pela Covid-19. Já o número de infectados está em 15.627.475.

Já são 116 dias seguidos no Brasil com a média de mortes acima da marca de mil e 59 dias com essa média acima dos 1.900 mil mortos por dia. Neste domingo (16), a média ficou em 1.916.

O ranking de estados com mais mortes pela Covid-19 é liderado por São Paulo (104.219), Rio de Janeiro (48.006) e Minas Gerais (37.508). As unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (1.571), Amapá (1.615) e Acre (1.614).

Em relação aos casos confirmados, São Paulo também lidera, com mais de 3 milhões de casos. Minas Gerais, com 1,4 milhão, e Rio Grande do Sul, com pouco mais de 1 milhão de casos, aparecem na sequência. O estado com menos casos de Covid-19 é o Acre, com 80.399, seguido por Roraima (100.000) e Amapá (109.070).

Leia Também:  Covid-19: diretor do Butantan prevê vacinação lenta no Brasil até setembro

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

Desde o início de junho, o Conass divulga os números da pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do Ministério da Saúde. As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA