Saúde

Rio desobrigará uso de máscara em locais abertos nesta segunda, diz secretário

Publicados

em

image_pdfimage_print


source
Máscaras serão liberadas em locais abertos pela Prefeitura do Rio
Ricardo Wolffenbuttel/ Governo de SC

Máscaras serão liberadas em locais abertos pela Prefeitura do Rio

Neste domingo, o secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, disse que o prefeito Eduardo Paes publica nesta segunda-feira no Diário Oficial o decreto que dispensa o uso de máscaras em áreas públicas da cidade. A medida já valeria para amanhã, mas ainda depende de uma regulamentação do Governo do Estado cujas regras ainda preveem uso de máscara em qualquer local. Nesse caso, a orientação é seguir a regra mais restritiva, explicou Soranz:

“O estado está avaliando a situação. E vai estabelecer as regras gerais” disse o secretário.

Sem esse consenso, o uso da máscara segue obrigatório em todos os locais.

O decreto, previsto para amanhã, faz parte da segunda fase do plano de reabertura no município. O previsto é que ele traga também a liberação para o funcionamento de boates e casas de show, que seguem fechadas, passando a funcionar com 50% da capacidade. Para ter acesso a locais fechados a máscara continuará a ser exigida. Também está mantida a apresentação de comprovantes de vacinação para o acesso a teatros, cinemas e pontos turísticos da cidade, o “passaporte da vacina”.

Leia Também:  EUA exigem vacinação completa e teste negativo para entrada de turistas no país

Neste domingo, o painel da Covid-19 da prefeitura indicava que 64,4% da população-alvo já completou o esquema vacinal. Como ainda faltam estatísticas de imunizados neste sábado, a expectativa é que o percentual de 65% seja alcançado nesta segunda-feira. Esse índice é o recomendado pelo Comitê Científico de Enfrentamento à Covid-19 (CEEC) da prefeitura para liberar máscaras em áreas públicas.

Hoje na cidade do Rio de Janeiro há 179 pessoas ainda internadas em leitos SUS com Covid-19. Desse total, 114 em leitos convencionais e 65 em UTI.

Confira o calendário de reaberturas da cidade:

Primeira etapa (iniciada em 21 de setembro)

Deve se iniciar quando 50% da população com esquema vacinal completo:

1- Permissão de realização de eventos em locais abertos de até 500 pessoas;

Leia Também

2- Permissão de público em estádio com esquema vacinal completo, de todos os presentes, com 50% da capacidade do ambiente.

Leia Também:  SP mantém redução do intervalo para  reforço da vacina, contrariando a Anvisa

Segunda etapa

Quando 65% da população com esquema vacinal completo:

1- Permissão para realização de eventos em locais abertos, com restrição de público até 1.000 pessoas com uso de máscaras obrigatório;

2- Abertura de danceterias, boates, casas de show e festas, em locais fechados somente para pessoas com esquema vacinal completo; e com 50% da capacidade do ambiente;

3- Desobrigar o uso de máscaras em locais abertos sem aglomeração, mantendo sua utilização obrigatória onde não se consiga manter o distanciamento.

Terceira etapa

Quando 75% da população com esquema vacinal completo:

1- Manutenção do uso de máscaras somente em ambientes hospitalares e transportes públicos.

2- Livre circulação, sem restrição de capacidade e distanciamento.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Ministério da Saúde lança edital para contratar mais de 21 mil médicos

Publicados

em

Por

image_pdfimage_print


source
Ministério da Saúde lança edital para contratar 21,5 mil médicos em todo o país
Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Ministério da Saúde lança edital para contratar 21,5 mil médicos em todo o país

O Ministério da Saúde lançou o primeiro edital do Programa Médicos pelo Brasil com mais de 21,5 mil vagas. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União na última sexta-feira. A proposta substitui o antigo Mais Médicos, criado em 2013, durante a gestão da ex-presidente Dilma Rousseff.

Os médicos selecionados vão poder atuar em 5.233 municípios brasileiros. De acordo com o ministério, são oferecidos aos participantes formação em medicina de família e comunidade, gratificação para a atuação em áreas remotas e de saúde indígena, além da possibilidade de contratação sob regime CLT. A previsão é que o edital do processo seletivo seja publicado ainda em dezembro.

Leia Também

Em novembro, a pasta informou que os contratos do Mais Médicos ainda continuarão vigentes até “o fim dos prazos estabelecidos”. Lançado em 2019, o Programa Médicos pelo Brasil tem como objetivo de estruturar a carreira médica federal para as regiões remotas e alta vulnerabilidade social. O orçamento previsto para o primeiro ano do programa é de R$ 1,2 bilhão.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA