Variedades

“Estou conseguindo recuperar a vida que eu tinha”, revela Andressa Urach

Publicados

em


source
Andressa Urach
Reprodução Instagram

Andressa Urach

Desde o anúncio de sua volta ao  Miss Bumbum como modelo e agora também sócia do concurso,  Andressa Urach causou um rebuliço e aguçou a curiosidade sobre a ‘nova’ Urach. Em conversa com a coluna, ela chama a vida de ‘fases’, diz que tem orgulho da sua carreira de modelo, apesar das críticas, e que já não está tão sem dinheiro assim como aconteceu quando largou a Igreja Universal.

  • Muita gente acha que o fato de você ter retornado ao Miss Bumbum significa que você estaria voltando a ser a Andressa de antes da conversão. Como você descreve a Andressa que está retornando ao Miss Bumbum, mas como empresária?

“Eu estou muito feliz com o convite. O Miss Bumbum me trouxe vida novamente porque eu estava passando por um período muito delicado. Estava com depressão e o Miss Bumbum veio como presente. É uma edição especial de 10 anos do Miss Bumbum e quem ganhou o presente fui eu. Retornar como modelo é a minha valorização como melhor. Aumentou a minha autoestima, melhorou a minha autoestima e eu estou muito feliz em voltar também como sócia. Essa ‘nova Andressa’ não é a velha Andressa. É uma Andressa mais madura, que aprendeu muito e que está escrevendo uma nova história”.

  • O que mudou dentro de você e na sua forma de pensar desde que decidiu a voltar com a carreira de modelo?
Leia Também:  Filho de Maurício de Sousa conta que perdeu seguidores por post com o marido

“O que mudou foi me libertar da religiosidade. Eu aprendi a separar. O trabalho de modelo é um trabalho lindo, com o qual eu me orgulho muito até porque eu modelo há muitos anos e a vida são fases. Hoje, eu encontrei esse equilíbrio e de respeitar tanto a mim quanto o meu trabalho, a minha carreira de modelo”.

  • Quando deixou a igreja você disse que estava sem um tostão. Agora trabalhando duro como modelo já conseguiu recuperar sua vida com todo conforto que você tinha antes?

“Graças a Deus, eu tive o meu marido ao meu lado e que pode me dar toda essa base financeira e, principalmente, me deu apoio de voltar a trabalhar como modelo. Sim, aos poucos estou conseguindo recuperar a vida que eu tinha, o conforto que todo o ser humano merece e deve ter fruto do seu trabalho”.

Leia Também:  Bruna Marquezine republica post de Enzo Celulari e alimenta boatos sobre affair
Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Variedades

Editora da Playboy revela “truque” para esconder o clitóris das modelos

Publicados

em

Por


source
Kika Paulon, ex-editora da Playboy
Reprodução Instagram / Divulgação

Kika Paulon, ex-editora da Playboy

Kika Paulon, ex-editora visual da Playboy , revelou em live realizada no Instagram alguns truques usados nos ensaios da revista masculina . Um deles chamou atenção do público por seu caráter inusitado. 

Segundo a ex-editora, que ficou no cargo por sete anos, era comum entre mulheres musculosas que tomavam hormônio masculino passar cola de cílio no clitóris para escondê-lo e não mostrá-lo nas fotos.

“Eu nunca tinha ouvido falar disso até chegar na Playboy . Na revista Trip [onde trabalhou anteriormente] não tinha nudez explícita, então eu não via esse tipo de coisa. Na Playboy, elas tiravam a calcinha e saía um pedaço de carne, um mini pênis”, lembrou Kika Paulon.

À época, algumas mulheres usavam hormônio masculino par conquistar um corpo mais musculoso. “Não era bonito de se ver na Playboy… no Photoshop, não dava para tirar, então armamos esse truque [da cola de cílios]”, comentou.

Leia Também:  Saiba como tornar a brasileira Dayane Mello a campeã do 'BBB' da Itália

Você viu?

“Nós usávamos cola para cílios, atóxica, transparente, que sai na água. Pedíamos para a modelo colocar as coisinhas para dentro e então colávamos as ‘bochechinhas’ [da vagina] e segurávamos por 30 segundos, com luva de látex tudo certinho. […] Algumas eu apertava por um minuto”, acrescentou ela, que reforçou. “E [a cola] segurava, só não podia entrar na água”.

Além da cola, outro truque revela Kika Paulon foi o “dos mamilos rígidos”. Segundo ela, a equipe utilizava uma latinha de bebida bem gelada para isso.

“A gente pegava a latinha muito gelada e colocava no seio da menina para ficar contraído, arrepiado. [Colocava] gelo, o que tivesse gelado na hora e ia”, concluiu. Assista ao papo na íntegra.


Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA