Variedades

Felipe Neto critica Bolsonaro por comemorar morte de Lázaro Barbosa

Publicados

em

image_pdfimage_print


source
Felipe Neto criticou Bolsonaro
Reprodução

Felipe Neto criticou Bolsonaro

A captura e morte de  Lázaro Barbosa gerou polêmica nas redes sociais. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou sobre o assunto e recebeu uma resposta irônica de Felipe Neto. No Twitter, Bolsonaro disse: “CPF cancelado!”, o jargão policial que significa que uma pessoa foi morta e teve o documento cancelado. 

Em resposta, Felipe Neto comentou: “É para a gente torcer pela morte de todo assassino e/ou genocida? É só para eu entender como funciona sua cabeça, porque eu sempre torço pela justiça, mas se você está dizendo que é para torcer pela morte, eu fico confuso”. 

Você viu?

Leia Também:  Boninho mostra spoiler de construção da casa do 'BBB22': 'Está só começando'


O influenciador e empresário é um dos grandes críticos a Bolsonaro nas redes sociais. Na semana passada, ele compartilhou com fãs um vídeo dançando empolgado a música ‘ Bolsonaro vai cair ‘, após o presidente ter o nome citado na CPI da Covid-19. 

Na ocasião, ele publicou uma mensagem de ‘boa noite’ aos seguidores com um vídeo dançando a música. No mesmo dia, ele voltou ao Twitter e fez um apelo para os jovens que irão completar 16 anos em 2022, para que tirem o título de eleitor. 

“Se você vai fazer 16 anos (no) ano que vem, ou já fez, por favor, eu te peço do fundo do meu coração, tire o seu título de eleitor. O seu voto vai mudar o Brasil. Faça isso por tudo que passamos nesses anos. Por tudo que vivemos. Tire seu título”, disse. 

Leia Também:  Peitos de Simaria roubam a cena no encerramento do Teleton
Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Variedades

All Time Low se posiciona sobre denúncia de abuso sexual contra guitarrista

Publicados

em

Por

image_pdfimage_print


source
Banda All Time Low reunida
Instagram

Banda All Time Low reunida

A banda americana de pop punk All Time Low divulgou nesta segunda-feira um comunicado negando acusações de má conduta sexual contra os integrantes do grupo. A denúncia foi compartilhada nas redes sociais após uma jovem gravar um vídeo no TikTok denunciando que o guitarrista Jack Barakat teria cometido abuso sexual contra ela quando ainda era menor de idade, aos 13 anos.

“As alegações contra nós são absoluta e inequivocadamente falsas. Quando um vídeo do TikTok ganhou força algumas semanas atrás, aludindo ao comportamento impróprio dentro de nosso grupo, optamos por não responder por causa das inconsistências gritantes na história e a aparente relutância em nos mencionar pelo nome. Sentimos que uma resposta teria elevado e escalado uma mentira descarada e, ao fazer isso, roubaria das vítimas reais de abuso o seu discurso coletivo, que é muito importante”, informou a banda.

No comunicado, o grupo diz ainda que vai buscar a origem das alegações que eles dizem ser falsas e pretende tomar as medidas judicias cabíveis no caso. 

Leia Também:  Peitos de Simaria roubam a cena no encerramento do Teleton

Leia Também

No primeiro video que se tornou viral, a denunicante diz que foi convidada para visitar o ônibus da banda e o comportamente impróprio ocorreu dentro do veículo. No segundo caso, a mulher que não revelou a identidade disse que Barakat a violentou sexualmente durante a turnê do grupo em 2011 e shows subsequentes. Ela alegou que, em 2016, outro membro do All Time Low a testemunhou sendo abusada por Barakat e alegou que a violência continuou até ela completar 21 anos.

Formado em 2003 na cidade americana de Baltimore,  quando os integrantes tinham entre 13 e 14 anos. O quarteto de Jack (guitarra), Alex Gaskarth (vocal e guitarra), Zack Merrick (baixo) e Rian Dawson (bateria) lançou oito álbuns ao longo da carreira. Eles estiveram no Brasil em 2011 e 2015.


Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA