.

Voz Pet

Cachorro que é só ouvir uma música e já pede para dançar viraliza no TikTok

Publicados

em

image_pdfimage_print

Cachorro dançarino!? Temos! Um lindo cão mestiço não pode ouvir uma música que logo procura a tutora para dançar.

No dia de 10 de julho, uma mulher chamada Nayara Costa que reside em Beberibe, Ceará, publicou um vídeo do seu pet no TikTok. O seu cachorrinho Zeus – como um verdadeiro ‘pé de valsa’ – dançando e se divertindo com a tutora na cozinha de casa.

O melhor da vida é vivê-la intensamente fazendo o que se gosta. E com certeza o Zeus adora vivê-la dançando. O peludinho não pode ouvir uma música e nem ver Nayara se remexendo que, num piscar de olhos, está ao seu lado para acompanhá-la.

“Sempre que eu começo a dançar ele aparece”, afirma.

No vídeo é possível ver a cearense dançando a música ‘Aquelas Coisas’ de João Gomes e o cão – que estava no pátio – ao ouvir o som, rapidamente entra dentro de casa e se aproxima da jovem, dá um pulo para apoiar as patinhas nos ombros da tutora e assim começar o forró. Uma graça!

“Não pode escutar uma música”.

Os dois formam um belo par, contagiando os internautas a arrastarem as cadeiras da sala para também dançarem, além de terem o pequeno Boby como plateia. Que farra!

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Voz Pet

Frio intenso causa sofrimento e pode matar animais em situação de rua

Publicados

em

Frio intenso prejudica cães
image_pdfimage_print

A onda de frio extremo que chegou ao Brasil, reflexo das mudanças climáticas, pode causar mortes não só de pessoas, mas também de animais, especialmente daqueles que vivem em situação de rua e não têm meios de se esquentar.

As previsões do tempo apontam para a possibilidade da sensação térmica na Região Sul chegar a -25°C. Na madrugada da última quarta-feira (28), houve a ocorrência de neve e de chuva congelada na divisa entre o estado do Rio Grande do Sul com o Uruguai. Em Santa Catarina, os termômetros marcaram -7,8°C durante o amanhecer no município de Bom Jardim da Serra

E embora as temperaturas mais baixas estejam sendo registradas no Sul do Brasil, há registros de frio intenso em várias regiões do país. Em Araraquara, no interior de São Paulo, há previsão da Somar Metereologia para a chegada de uma frente fria que pode levar à sensação térmica negativa até o final de semana, com possibilidade dos termômetros marcarem 3°C na sexta-feira (30), com sensação térmica de -2°C. Há também previsões de geada para vários municípios do estado paulista.

Enquanto ações são realizadas pelo poder público para acolher pessoas em situação de rua, pouco é feito em prol dos animais abandonados, que dependem da solidariedade da população. Em muitas cidades, as prefeituras sequer têm políticas públicas voltadas à causa animal.

Em Araraquara, o protocolo de recolhimento de animais abandonados estabelecido pela administração municipal não inclui animais saudáveis. Isso porque, segundo a prefeitura, não há locais suficientes para abrigar toda a população de cães e gatos em situação de rua.

Em entrevista ao portal A Cidade ON, a coordenadora de Bem-Estar Animal, Carol Mattos Galvão, fez um apelo à população de Araraquara para que cada morador ajude a proteger do frio animais que vivem no entorno de sua residência.

“O ideal é sensibilizar a população de forma geral para que as pessoas coloquem uma casinha na frente da casa, uma cobertinha, doem uma roupinha para o animal de rua, coloquem uma caixa de papelão ou acolham, colocando na garagem”, pontuou.

Dentre as ações que podem ser realizadas pelos moradores, está ainda o oferecimento de ração e água para os animais. Isso porque, além de amenizar a fome e a sede, os moradores que tomarem essa atitude ajudarão os animais a manterem o próprio organismo mais saudável e resistente para combater os problemas de saúde decorrentes do frio, já que em dias de baixa temperatura o gasto calórico para manter o corpo funcionando em boas condições é maior do que no calor.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

Beth`s Grill Restaurante

VÍDEO INSTITUCIONAL

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA