.
.

Voz Pet

Cão é atropelado e agredido por vigilante

Publicados

em

image_pdfimage_print

Na última quarta-feira (11) um cachorro foi atropelado e agredido por um vigilante noturno no bairro Vista Alegre, em Cuiabá. O agressor ainda fugiu do local e não prestou socorro.

Moradores locais flagraram o ocorrido e ligaram para a polícia. Como o homem fugiu, os vizinhos foram atrás o encontraram e o questionaram sobre o fato.

Segundo informações, os populares acusavam o homem de atropelar e ainda chutar o cão que tem por nome ‘Pirata’. Isso porque o animal apenas agiu por instinto, já que o vigia entrou de moto em um terreno e o cachorro avançou latindo.

O homem voltou até o lugar do ocorrido, argumentou que o atropelamento foi “sem querer” e negou as agressões. Pirata teve machucados no focinho e sangramento, mas fora de risco.

O cachorro foi levado até uma clínica veterinária, onde passará por cuidados médicos e em seguida devolvido para seus tutores, uma família de venezuelanos.

O acusado foi encaminhado para a delegacia e ficou responsável pelo pagamento das despesas veterinárias do animal, como prevê a lei municipal Nº 6.746/2022, sancionada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) em janeiro deste ano.

Leia Também:  Condenados por maus-tratos contra animais podem ser proibidos de novas adoções

 

Jornalista: Fabiane Serra

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voz Pet

Condenados por maus-tratos contra animais podem ser proibidos de novas adoções

Projeto pode proibir condenados de tutelar novos “bichinhos”

Publicados

em

image_pdfimage_print

A prática de maus-tratos a animais domésticos, silvestres, nativos ou exóticos no Brasil é crime previsto na Lei 9.605/98, com pena de 2 a 5 anos de prisão, além do pagamento de multa e inclusão do nome no registro de antecedente criminal, para quem for condenado.

Além do dispositivo legal, tramita na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o projeto de lei nº 500/2022, desenvolvido pelo deputado estadual Valdir Barranco (PT), que garante que pessoas condenadas pelo crime de maus-tratos aos animais no estado não poderão adotar outros animais.

“Esse projeto é uma grande vitória de todos nós, protetores e ativistas. Ela é clara ao vedar aqueles que tenham sido condenados, com sentença transitado em julgado, pelo crime de maus-tratos, de adotar animais”, disse o parlamentar.

A proposta tem como objetivo principal fortalecer a defesa dos direitos dos animais e sua efetiva proteção contra toda e qualquer forma de maus-tratos. Conforme o texto, o Poder Executivo poderá regulamentar a lei para garantir a execução do texto.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Condenados por maus-tratos contra animais podem ser proibidos de novas adoções
Continue lendo

VÍDEO INSTITUCIONAL

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

MUNICÍPIOS

MAIS LIDAS DA SEMANA